Mercado abrirá em 3 h 34 min
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,70
    +0,56 (+0,66%)
     
  • OURO

    1.840,70
    +8,90 (+0,49%)
     
  • BTC-USD

    35.112,67
    -510,19 (-1,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    807,43
    +564,75 (+232,72%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.490,79
    -3,34 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.553,75
    +127,25 (+0,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1730
    -0,0170 (-0,27%)
     

Alvo de boicote, Kellogg’s retira logo das embalagens de biscoitos

·1 min de leitura
NEW YORK, NY - FEBRUARY 19:  Boxes of Pop-Tarts sit for sale at the Metropolitan Citymarket on February 19, 2014 in the East Village neighborhood of New York City. Kellogg, maker of Pop-Tarts, has announced that it will only buy palm oil - a minor ingredient in Pop-Tarts - from companies that don't destroy rainforests where palm trees are grown. Palm oil is used in many processed foods.  (Photo by Andrew Burton/Getty Images)
Empresa explicou os motivos da remoção no Twitter

(Andrew Burton/Getty Images)

  • Kellogg's retira logo das embalagens de Pop-Tarts

  • Empresa está sendo alvo de críticas e boicotes por conta de práticas trabalhistas irregulares

  • No Twitter, usuários acusaram a fabricante de tentar evitar o boicote por meio da retirada dos logos

A fabricante de cereais Kellogg’s removeu seu logo das embalagens dos biscoitos recheados Pop-Tarts em meio à crise de imagem que tem enfrentado devido a suas práticas trabalhistas irregulares e à ameaça de boicote por parte dos consumidores.

Leia também:

No Twitter, a empresa respondeu a um usuário que questionava o porquê da retirada do logo. “Nossos dados mostram que os consumidores rotineiramente focam no visual da marca Pop-Tarts, então simplificamos o design da embalagem removendo "Kellogg's", explicou. No entanto, outros internautas rebateram, alegando que a medida é conveniente para a empresa, já que as pessoas continuarão a comprar os produtos caso não souberem que são da fabricante.

Protestos

Segundo um relatório do New York Times, cerca de 1.400 funcionários de quatro fábricas nos Estados Unidos se juntaram em uma greve contra a Kellogg’s desde outubro. O motivo é o sistema de compensação de dois níveis da empresa, que concede benefícios e salários mais baixos a funcionários mais novos, em comparação aos funcionários com mais tempo de casa.

Em resposta, a fabricante de cereais ameaçou substituir permanentemente os trabalhadores em greve, alegando “não haver escolha”.

Neste mês, a Kellogg’s afirmou que está negociando com os funcionários e revendo um novo contrato de trabalho, que seria válido por cinco anos e contaria com aumento de salário “generalizado” e cuidados gratuitos com a saúde.

Com informações da B9

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos