Mercado abrirá em 5 h 57 min
  • BOVESPA

    107.937,11
    -1.004,57 (-0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.890,59
    -708,79 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,64
    +0,33 (+0,40%)
     
  • OURO

    1.842,50
    +0,80 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    36.087,52
    +109,62 (+0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    821,53
    +10,93 (+1,35%)
     
  • S&P500

    4.410,13
    +12,19 (+0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.364,50
    +99,13 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    27.113,13
    -475,24 (-1,72%)
     
  • NASDAQ

    14.318,50
    -182,50 (-1,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2127
    -0,0160 (-0,26%)
     

Entrega mais cara afasta consumidores de mercado de Bezos nos EUA

Sem carona: supermercado de luxo rescindiu sua entrega gratuita de duas horas (REUTERS/Carlo Allegri)
Sem carona: supermercado de luxo rescindiu sua entrega gratuita de duas horas (REUTERS/Carlo Allegri)
  • Clientes da Whole Foods parecem mais dispostos a fazer compras pessoalmente

  • Rede de propriedade de Jeff Bezos enfrenta a concorrência da Instacart e do Walmart

  • Para especialistas, atitude da empresa causou "impacto negativo"

Que o alto preço das coisas afasta os consumidores em qualquer lugar do mundo, não é novidade. Mas o que aconteceu nos Estados Unidos foi um pouco diferente. Nesta semana, os clientes da Whole Foods - rede de supermercados multinacional norte-americana - fecharam a mão e realizaram uma espécie de boicote à nova taxa de entrega que passou a ser cobrada pela empresa, de R$ 56,13 (US$ 9,95). Como consequência, os pedidos despencaram assustadoramente, segundo o The New York Post.

Leia também:

Efeito colateral

O dono da mercearia da Amazon - por anos apelidado de "Whole Paycheck" por causa de seus preços elevados - costumava oferecer entrega gratuita para os clientes Amazon Prime, mas a taxa recentemente acrescentada levou alguns clientes a empacotar seus mantimentos - e os pedidos de entrega têm diminuído drasticamente, disseram os funcionários da Whole Foods no local de Columbus Circle ao Post.

Um funcionário disse que o número de entregas por hora na loja principal de Nova York caiu de 185 para 40 desde que a taxa foi introduzida, em 25 de outubro. Um porta-voz da Whole Foods, Brian McGuigan, disse que esses números eram "grosseiramente imprecisos", mas ele não deu informações específicas sobre o número de entregas por hora, nem se as entregas foram afetadas pela nova taxa.

Concorrência

Para muitos, essa estratégia da Whole Foods foi um "tiro no pé". Isso porque seus concorrentes, como o Instacart Express por exemplo, oferece entregas gratuitas ilimitadas em pedidos de R$ 197 (US$ 35) ou mais para clientes que pagam uma taxa anual de R$ 564 (US$ 100). O Walmart também oferece entrega gratuita em pedidos de R$ 197 (US$ 35) ou mais, mas para membros que pagam uma taxa de R$ 552 (US$ 98) por seu serviço Walmart +.

A Whole Foods, por sua vez, agora cobra essa taxa de entrega de independentemente do valor do pedido - e isso é para membros do Amazon Prime que já desembolsaram mais de R$ 671 (US$ 119) por ano por vários benefícios, que anteriormente incluíam entrega gratuita em pedidos da Whole Foods de R$ 197 (US$ 35) ou mais. “Todo mundo está oferecendo entrega gratuita, então não é surpreendente que a Whole Foods perca negócios por causa da taxa de entrega”, disse Dan Glickberg dono de uma empresa de consultoria e capital de risco.

Rede de propriedade de Jeff Bezos enfrenta a concorrência da Instacart e do Walmart, que oferecem entrega gratuita para clientes com assinaturas anuais (Artur Widak/Getty Images)
Rede de propriedade de Jeff Bezos enfrenta a concorrência da Instacart e do Walmart, que oferecem entrega gratuita para clientes com assinaturas anuais (Artur Widak/Getty Images)

Impacto negativo

“Os clientes preferem entrega gratuita do que produtos premium. Em última análise, isso é mais importante agora”, acrescentou Dan. A Whole Foods disse que implementou essa taxa em vez de aumentar os preços, mesmo correndo o risco de ter afastado alguns clientes. O que, segundo especialistas, valeria o risco pelo fato de a empresa estar perdendo dinheiro com o serviço. Para Marc Wulfraat, presidente da MWPVL, uma empresa de consultoria em logística em Quebec, a taxa de fato provavelmente causou um "impacto negativo" nos pedidos de entrega.

Culpa de Jeff Bezos?

Um funcionário da loja Columbus Circle disse que talvez o proprietário da Amazon, Jeff Bezos, agora esteja focado em outras coisas - como encher seus cofres para seu programa espacial. “Acho que o combustível do foguete é muito caro para Jeff Bezos”, brincou. O funcionário acrescentou que, como a Whole Foods disse que estava cobrando uma taxa, o local reduziu o número de empregados designados como compradores para pedidos online, embora a própria empresa questione isso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos