Mercado fechará em 1 h 14 min
  • BOVESPA

    107.037,32
    +1.967,63 (+1,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.538,52
    -58,77 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,42
    +2,16 (+3,26%)
     
  • OURO

    1.783,40
    -0,50 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    48.981,16
    -261,07 (-0,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.261,53
    +1,37 (+0,11%)
     
  • S&P500

    4.593,15
    +54,72 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    35.243,14
    +663,06 (+1,92%)
     
  • FTSE

    7.232,28
    +109,96 (+1,54%)
     
  • HANG SENG

    23.349,38
    -417,31 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    27.927,37
    -102,20 (-0,36%)
     
  • NASDAQ

    15.796,25
    +78,50 (+0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4249
    +0,0296 (+0,46%)
     

Altas dos alimentos e do gás de cozinha impactam a venda de quentinhas

·3 min de leitura

Vender quentinhas não é mais tão lucrativo, e autônomos já pensam em abandonar a atividade. Enquanto os preços dos alimentos e do botijão de gás não param de subir, o valor da refeição não pode aumentar para não afugentar a clientela.

O valor médio do botijão de 13 quilos ultrapassou a marca de cem reais em 19 estados, segundo a Agência Nacional de Petróleo (ANP). No ano, o GLP acumula alta de 34,36% no ano. Os alimentos também têm pressionado o bolso do consumidor: carnes (24,9%), aves e ovos (26,3%) e leite e derivados (9,0%) tiveram aumentos expressivos nos últimos 12 meses, terminados em setembro, de acordo com dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

O comerciante Francisco Eudes Barbosa Lima, de 43 anos, precisou mudar o cardápio de suas quentinhas devido ao encarecimento das carnes. Antes, tinha alcatra, bife à milanesa, contrafilé. Agora, só carne de segunda.

— A gente trabalha porque tem que trabalhar. A inflação aumentou o preço de tudo, mas tenho que manter os preços de dois anos atrás porque, caso contrário, não vendo nada — desabafou.

A autônoma Elaine Moraes, de 43 anos, viu sua renda cair 30% por não poder repassar o aumento para os fregueses. Com número de pedidos menor, parou de trabalhar às segundas-feiras. Assim, pelo menos, não fica com quentinhas encalhadas em casa.

— Depois da pandemia, as coisas aumentaram, principalmente a carne bovina. Comecei a trabalhar mais com frango. Agora, até o frango está caro — reclama a empreendedora: — Não posso aumentar o preço porque tenho muita concorrência.

Leia ainda:

A analista do Sebrae Rio, Louise Nogueira, avalia que o cenário tende a permanecer ruim até o início de 2022. Com a reabertura de bares e restaurantes, muitos consumidores pararam de pedir quentinhas em casa. Além disso, muitos trabalhadores tiveram perda considerável da renda e, para cortar gastos, deixaram de consumir. Em paralelo á redução da demanda, há a alta dos insumos.

— Sem melhora no curto prazo, a gente sugere diversificar o cardápio e procurar novos clientes. Vá a escritórios que voltaram ao presencial e apresente seu serviço — aconselha Louise.

Confira:

Para saber se o negócio está sendo vantajoso ou se está dando prejuízo, o consultor de negócios e especialista em gestão empresarial do grupo GMA, Alexander Costa, recomenda ter uma planilha de controle financeiro, com gastos fixos e variáveis, além das entradas de recursos.

— Com estes dados, o empreendedor poderá calcular o fator ROI (retorno sobre investimento) e saberá o que vai receber de retorno. Por exemplo, se investiu mil reais em todo o insumo para produzir a quentinha e arrecadou R$ 5 mil, ele teve um retorno de R$ 4 mil. Então, deu lucro — explica.

Veja também:

Diante do cenário econômico adverso, Costa diz que é muito importante diminuir os gastos e aparar as contas. O especialista em finanças da Impacto Consultoria Financeira, Felipe Nogueira, concorda:

— Aproveite promoções, evite desperdícios e compras em excesso. Dê preferência para comprar semanal ou, no máximo, quinzenalmente, pois os preços variam muito.

A internet pode ser uma aliada na hora de conquistar novos clientes. O consultor empresarial e especialista em novos negócios da Solução Consultoria, Yan Yuri, defende que investir em marketing é necessário para quem quer continuar tendo lucro.

— Tente usar a internet a seu favor. Desde o ano passado, os processos de migração para os meios digitais dos micro e pequenos empreendedores cresceram 22%, segundo dados do Sebrae. E 60% dos que já utilizavam a internet, intensificaram as operações virtuais — lembra.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos