Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.237,89
    +208,18 (+0,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Alta no preço do asfalto deve atrasar obras públicas

·1 minuto de leitura
Presidente Dutra Highway. Surroundings of the city of Guarulhos Estrada that connects the city of São Paulo to Rio de Janeiro, Brazil, seen from above.
Obras podem custar ainda mais para cofres públicos (Getty Image)
  • Aumento no preço do petróleo deixou o cimento asfáltico ainda mais caro

  • O insumo encareceu 40% desde o início do governo Bolsonaro

  • Alta pode influenciar na paralisação de obras públicas

Obras públicas podem ficar mais caras nos próximos meses. Com o aumento no preço do asfalto construtoras podem pedir renegociações ao governo para concluir projetos em andamento. Apenas em maio, o item ficou 25% mais caro.

Leia também:

A inflação no custo do aço e do cimento já influenciava na escalada de preços da construção civil, causando atrasos e paralisações. De acordo com a CNM (Confederação Nacional dos Municípios), a situação tem causado desajuste nos contratos, uma vez que o asfalto representa 40% do custo de pavimentação e até 70% do custo de manutenção.

Responsável pelo aumento do preço do asfalto e dos combustíveis, as cotações internacionais do petróleo segue a lógica financeira da importação do insumo, apesar da matéria prima ser brasileira. Desde o inicio do governo Bolsonaro, o preço do cimento asfáltico subiu quase 40%.

Por enquanto, a alta ainda não tem impacto direto sobre o preço do pedágio, mas já é alvo de queixas das empresas administradoras de rodovias. Contudo, a longo prazo, o amentos dos custos pode influenciar em taxas ainda maiores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos