Mercado abrirá em 1 h 50 min
  • BOVESPA

    106.667,66
    +293,79 (+0,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.232,20
    -741,07 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,55
    +1,12 (+1,31%)
     
  • OURO

    1.817,10
    +4,70 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    41.582,73
    -358,65 (-0,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.009,09
    -0,29 (-0,03%)
     
  • S&P500

    4.577,11
    -85,74 (-1,84%)
     
  • DOW JONES

    35.368,47
    -543,34 (-1,51%)
     
  • FTSE

    7.569,76
    +6,21 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    24.127,85
    +15,07 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    27.467,23
    -790,02 (-2,80%)
     
  • NASDAQ

    15.258,75
    +52,75 (+0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3149
    +0,0078 (+0,12%)
     

Alta na gasolina faz 62,8% das pessoas abandonarem uso de carros

·2 min de leitura
Pessoa enchendo tanque do carro
Preço do litro do combustível sofreu nova alta e alcança média de R$ 6,321. No Piauí, a gasolina chega a R$ 6,93

(Getty Images)

  • Alta no preço da gasolina faz com que 62,8% das pessoas abandonem o uso de seus veículos

  • Região Sul do Brasil é a com maior índice de desistência (66,3%)

  • Dentre os entrevistados, mulheres e pessoas com menor nível de escolaridade foram os mais afetados

Devido à alta nos preços da gasolina, cerca de 62,8% das pessoas que possuem veículo particular no Brasil diminuíram a frequência no uso. As informações são de um levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, divulgado nesta segunda-feira (18).

A região com motoristas mais descontentes é o Sul, onde o índice de desistência alcança 66,3%. Em seguida, aparece o Sudeste, com 63,3%, Norte e Centro-Oeste, com 61,2%, e Nordeste, com 60%.

Leia também:

De acordo com a pesquisa, os entrevistados com menor escolaridade também foram os mais afetados: 66,8% afirmaram que têm usado menos os carros. A maioria também é composta por mulheres, sendo que 63,9% das contatadas afirmaram a desistência, contra 61,2% dos homens.

Para chegar aos resultados, foram entrevistadas, por ligações telefônicas não robotizadas, 2.300 pessoas com 16 anos ou mais, em 26 estados e Distrito Federal. As perguntas foram realizadas entre 12 a 15 de outubro de 2021 e o grau de confiança da pesquisa é de 95%, com margem de erro de 2%.

Aumento no preço da gasolina

O preço médio da gasolina vendida nos postos do país teve alta de 3,33% no intervalo de uma semana. Até o último dia 16, o valor médio do litro no Brasil era de R$ 6,321. No levantamento anterior, referente a semana de 03 a 09 de outubro, o preço médio era de R$ 6,117.

Piauí é o estado em que o preço está mais alto, capaz de alcançar R$ 6,93 no litro do combustível. Na sequência, está o Rio Grande do Norte vendendo o litro da gasolina a R$ 6,85 e o Rio de Janeiro, que vende a R$ 6,78.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos