Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.375,25
    -1.185,58 (-1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.728,87
    -597,81 (-1,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    93,20
    +4,75 (+5,37%)
     
  • OURO

    1.701,80
    -19,00 (-1,10%)
     
  • BTC-USD

    19.559,88
    -382,26 (-1,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    445,50
    -9,53 (-2,09%)
     
  • S&P500

    3.639,66
    -104,86 (-2,80%)
     
  • DOW JONES

    29.296,79
    -630,15 (-2,11%)
     
  • FTSE

    6.991,09
    -6,18 (-0,09%)
     
  • HANG SENG

    17.740,05
    -272,10 (-1,51%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.096,25
    -445,50 (-3,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0768
    -0,0367 (-0,72%)
     

Alta do BCE de 0,75 pp até outubro já foi totalmente precificada

(Bloomberg) -- O mercado já espera aumentos maiores de juros do Banco Central Europeu à medida que cresce a pressão sobre a autoridade monetária para que intensifique a luta contra a inflação recorde da região.

Os derivativos de juros vinculados às datas de reuniões do BCE precificaram 1,25 ponto percentual de aperto até outubro. Isso implica uma alta de meio ponto percentual e outra de 0,75 nas próximas duas decisões da instituição. A taxa básica do BCE deve chegar a 2,25% no ano que vem, o maior nível desde 2008, segundo as apostas.

A precificação mostra como os investidores apostam cada vez mais em aumentos agressivos no início do ciclo de aperto do BCE. Uma minoria crescente de dirigentes manifestaram a sua vontade de seguir a postura agressiva do Federal Reserve e de subir juros em 0,75 ponto percentual. Em julho, O BCE já havia surpreendido com uma alta de meio ponto, após ter sinalizado anteriormente um movimento de apenas um quarto.

A última recalibragem do mercado veio após dados de inflação da zona do euro mostrarem uma aceleração para outro recorde histórico. O membro do Conselho do BCE Joachim Nagel pediu uma reação “forte” aos números de quarta-feira quando os formuladores de política monetária se reunirem na próxima semana.

Os mercados monetários atualmente precificam cerca de 67 pontos-base de aperto na próxima reunião, o que implica que um aumento de 0,75 ponto percentual é visto como o mais provável.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.