Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.168,82
    +436,32 (+0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Almoço com Bolsonaro tem lista prévia com quase 50 executivas; veja nomes

PAULA SOPRANA E DANIEL CARVALHO
·4 minuto de leitura
**Arquivo**BRASILIA, DF,  BRASIL,  31-03-2021, 12h00: O presidente Jair Bolsonaro durante anúncio do novo auxílio emergencial, no Palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
**Arquivo**BRASILIA, DF, BRASIL, 31-03-2021, 12h00: O presidente Jair Bolsonaro durante anúncio do novo auxílio emergencial, no Palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP, E BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O almoço entre executivas e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), marcado para esta sexta-feira (30), no Palácio Tangará, na capital paulista, pode reunir quase 50 executivas, de acordo com uma lista prévia de convidadas confirmadas.

O almoço foi organizado pela gaúcha Karim Miskulin, presidente do Grupo Voto, empresa de mídia e de eventos de relacionamento fundada há 17 anos. Ela também lidera o movimento liberal Brasil de Ideias.

No fim da noite de quinta (29), quando os últimos detalhes eram ajustados entre a organização e a presidência, a lista ainda não estava totalmente fechada, de acordo com uma das auxiliares da anfitriã.

Devem comparecer presidentes, diretoras e conselheiras de companhias como JBS, Amil, Carrefour, JP Morgan Brasil, Amil, General Motors e Sabin.

A ideia da reunião, que também prevê a presença da primeira-dama, Michele Bolsonaro. e das ministras Tereza Cristina (Agricultura), Flávia Arruda (Secretaria de Governo) e Damares Alves (Família e Direitos Humanos) "é abrir um canal de interlocução das lideranças femininas com os tomadores de decisão", de acordo com o Voto.

Entre as pautas a serem debatidas estão as reformas paradas no Congresso e o tema de equidade de gênero em empresas dos setores público e privado. Durante a eleição de Bolsonaro, Michele acenou para pautas ligadas à inclusão e diversidade.

A primeira-dama já foi homenageada em um dos projetos do Grupo Voto, que a considerou uma das mulheres que orgulham o Brasil. Na ocasião, também foram lembradas a promotora Gabriela Manssur, Patrícia Ellen, atual secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo, Paula Paschoal, presidente do PayPal no Brasil, e Karina Kufa, advogada de Bolsonaro.

O presidente, em uma tentativa de se reaproximar do setor privado, se reúne com as lideranças femininas três semanas após um jantar com grandes empresários oferecido por Washington Cinel, dono da Gocil, também na capital paulista. Entre os 18 convidados, além da presença da comitiva de governo, não havia uma mulher.

O almoço desta sexta não foi promovido pelo governo, e nasce de uma necessidade de colocar a mulher no protagonismo do desenvolvimento econômico e social do país, de acordo com o grupo organizador.

Para Marly Parra, conselheira do iHub e membro do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa, o almoço servirá para a cooperação. Segundo ela, nomes importantes ficaram de fora por incompatibilidade de agenda, pois os convites foram disparados nos últimos dias.

"Queremos poder entender como ajudar na mobilização para que reformas importantes para a economia sejam destravadas nesse momento", afirma.

Além das reformas administrativa e tributária, ela cita a reforma do setor elétrico, o marco das ferrovias privadas, o marco do empreendedorismo e as privatizações.

À coluna Painel S.A., da Folha de S.Paulo, Karim Miskulin disse que o encontro não terá cobrança e nem representa apoio a Bolsonaro.

Paulo Skaf, presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) também deve comparecer. Depois do almoço no Tangará, o presidente participa do leilão da Cedae, a Companhia de Água e Esgoto do Rio, na B3.

Veja a lista prévia do evento:

Adriana Cordoba (Cordoba Construtora) Ana Helena Patrus (Sante) Ana Maria Velloso (Melhoramentos) Andrea Muniz (InService) Angela Miskulin (Grupo Voto) Cláudia Martinez Cláudia Saad (BAND) Cristiane Lacerda (Carrefour) Dulce Pugliesi (Amil) Edna Onodera (Rede Onodera) Eduarda Derani (Centuria Invest) Emy Shayo (JP Morgan Brasil) Eva Ghisio (CMPC) Evelyn Ido (RV Imola) Fernanda Samaia (Grupo Meta) Flavia Bittencourt (Adidas) Gabriela Manssur (Justiça de Saias) Heloísa Duarte (Technetium) Iara Moraes (Patrocinador) Isabela Nilo Ferreira (Kufa Advogados) Janete Vaz (Laboratório Sabin) Jaqueline Sena (Hapvida) Juliana Corsi Paulinetti Esteve Karim Miskulin (Grupo Voto) Karina de Oliveira Guimarães Mendonça (Grupo Itapemirim) Karina Kufa (advogada) Laura Regenin (Grupo Voto) Luciana Esteves Martins (Dana) Luciana Zarzur (MEZ Energia) Marcela Rocha (JBS) Marcia Manfrin (Dela Foods/Apetit) Maria Zilda Araújo (Credipaz) Marina Willisch (General Motors) Marly Parra (iHub) Monica Monteiro (BAND) Nadir Moreno (UPS) Narja Berquo (SNS Serviços e Participações) Paula Villar Pietra Bertolazzi (Restaurante Zena) Renata Scarpa (Scarpa Participações Imobiliários) Sandra Comodaro (Voto Mulher) Sofia Esteves (Cia de Talentos/BTG Pactual) Stella Damha (Grupo Dhama) Tania Salem (Sede Incorporações) Tatiana Garcia (Mondelez) Vanda Jacintho (Vitória Participações) Vivian Kherlakian (Atelier Vivian Kherlakian) Zely Moraes Fernandes