Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.367,25
    +211,81 (+0,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Alison dos Santos bate recorde e vai à final dos 400 m com barreira

·2 minuto de leitura

TÓQUIO, JAPÃO (UOL/FOLHAPRESS) - Um dos principais nomes do atletismo brasileiro nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Alison dos Santos vai disputar a final dos 400 m com barreiras. O atleta brasileiro garantiu sua vaga hoje com o tempo de 47s31 na segunda bateria.

A marca de Alison dos Santos garantiu a 1ª posição em sua bateria, a terceira geral, e o novo recorde sul-americano, que era de 47s34.

"No atletismo, lógico que o Benjamin e o Warholm são favoritos ao ouro. Mas são oito chances na final. Todos brigam por três medalhas. Não dá para dizer quem vai levar. Espero que seja eu um deles", avaliou Alison dos Santos para o SporTV.

Os dois melhores de cada uma das três baterias garantiram vaga direta na final - independente do tempo. Além deles, os dois melhores tempos gerais avançaram.

FINALISTAS

Os favoritos Karsten Warholm, da Noruega, com 47s30, e Rai Benjamin, dos EUA, com 47s37, garantiram seu lugar na decisão liderando a primeira bateria com uma certa folga, inclusive segurando o ritmo no fim.

Na segunda série também deu a lógica. Alison dos Santos, com 47s31, venceu com tranquilidade, aliviando o ritmo no fim da competição. O qatari Abderrahman Samba, que também 'tirou o pé' no fim, se garantiu na final com o tempo de 47s47.

Na terceira série, o jamaicano Jaheel Jam liderava a prova até tropeçar em uma barreira e cair. Melhor para McMaster, das Ilhas Virgens Britânicas, que marcou 48s26, e para o estoniano Rasmus Magi, que fez 48s36, garantindo lugar na final.

Além deles, o italiano Alessandro Sibilio, com 47s93 e o turco Yasmani Copello, com 47s88 também se classificaram com os melhores tempos.

CLASSIFICATÓRIAS

Nas classificatórias para a semifinal, Alison fez o segundo tempo da primeira bateria: 48s42 e garantiu a vaga na próxima fase com tranquilidade. Marcio Teles, que competiu na terceira bateria ficou em sexto em sua série e não conseguiu avançar.

Campeão dos Jogos Pan-Americano de 2019, em Lima, Alison dos Santos foi o primeiro brasileiro na história a correr esta prova abaixo dos 48s.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos