Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,50 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.683,55
    -126,66 (-0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    51,98
    -1,15 (-2,16%)
     
  • OURO

    1.855,50
    -10,40 (-0,56%)
     
  • BTC-USD

    31.865,14
    +70,81 (+0,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    651,44
    +41,45 (+6,79%)
     
  • S&P500

    3.841,47
    -11,60 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    30.996,98
    -179,03 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.695,07
    -20,35 (-0,30%)
     
  • HANG SENG

    29.447,85
    -479,91 (-1,60%)
     
  • NIKKEI

    28.631,45
    -125,41 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    13.355,25
    -40,25 (-0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6542
    +0,1458 (+2,24%)
     

Alibaba planeja emitir US$5 bi em bônus neste mês, dizem fontes

Sumeet Chatterjee e Julie Zhu e Kane Wu
·2 minuto de leitura
Alibaba planeja emitir US$5 bi em bônus neste mês, dizem fontes

Por Sumeet Chatterjee e Julie Zhu e Kane Wu

HONG KONG (Reuters) - O Alibaba Group planeja levantar pelo menos 5 bilhões de dólares com a venda de títulos denominados em dólares neste mês, afirmaram quatro fontes com conhecimento do assunto, em meio ao escrutínio regulatório de império do cofundador Jack Ma.

Dependendo da resposta do investidor, o montante pode chegar a 8 bilhões de dólares, que o líder em comércio eletrônico provavelmente usará para despesas corporativas gerais, disse uma das fontes.

A operação será um teste do sentimento do investidor em relação ao Alibaba, em meio a uma repressão regulatória contra a companhia e a sua fintech Ant Group. Autoridades chinesas têm sido implacáveis com o império empresarial de Ma desde que ele criticou publicamente o sistema regulatório do país em outubro, desencadeando uma cadeia de eventos que resultou na suspensão do IPO de 37 bilhões de dólares do Ant Group.

A ausência de Ma da vista do público desde então tem alimentado especulações nas redes sociais sobre seu paradeiro.

O plano de venda de títulos, incluindo o cronograma, não está finalizado e está sujeito a alterações, disseram as fontes, que não quiseram ser identificadas por não terem autorização para falar com a mídia. O Alibaba não quis comentar.

Desde o discurso de Ma, os reguladores chineses iniciaram uma investigação antitruste no Alibaba e ordenaram que a fintech Ant altere seus negócios de crédito e financiamento ao consumidor, incluindo a criação de uma holding para atender às necessidades de capital.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, também aumentou as tensões, passando a proibir transações com oito aplicativos de software chineses, incluindo o aplicativo de pagamento móvel Alipay, do Ant Group.

Os reguladores chineses também estão analisando os investimentos patrimoniais da Ant em dezenas de empresas e considerando a possibilidade de instruir a empresa a vender alguns desses investimentos, informou a Reuters.

"Os investidores precisarão que Jack Ma faça algum tipo de aparição pública para lhes dar confiança de que o bônus será bem recebido", disse um analista de crédito da Ásia de um banco europeu, que não era autorizado a falar com a mídia e, portanto, pediu para não ser identificado.

"Dada a situação atual do Alibaba, eles precisarão precificar isso com prêmio", disse o analista. "Mas, no longo prazo, o Alibaba ainda é uma empresa na qual vale a pena investir."

As ações do Alibaba listadas em Hong Kong subiram até 4% nesta quarta-feira, contra uma queda de 0,4% no índice de referência. O preço da ação havia caído 5,6% nas últimas três sessões.

No mês passado, o Alibaba disse que aumentaria um programa de recompra de ações de 6 bilhões para 10 bilhões de dólares.

(Com reportagem adicional de Scott Murdoch e Anshuman Daga)