Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.650,85
    -2.025,73 (-5,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Alibaba confirma investimentos em caminhões autônomos para fazer entregas

·1 minuto de leitura

O Alibaba segue a tendência de outras gigantes chinesas e também investirá em veículos futuristas. Ao contrário de Huawei e Xiaomi, porém, a gigante do varejo apostará suas fichas nas entregas e nos serviços, então, para isso, anunciou que vai desenvolver caminhões autônomos para efetuar suas entregas e auxiliar no escoamento de produtos.

Segundo o vice-presidente de tecnologia do Alibaba Group, Cheng Li, o desenvolvimento ficará a cargo da subsidiária de logística do grupo, a Cainiao, já conhecida do mercado. Além disso, Li confirmou que a empresa já prepara o lançamento de mais de mil robôs autônomos para 2022, que devem efetuar entregas curtas e outras atividades.

O anúncio vem no momento em que dezenas de startups, montadoras e grandes empresas de tecnologia, como a líder de buscas global Baidu, aceleram o trabalho em sistemas de veículos autônomos, que são amplamente esperados para trazer uma mudança radical para a indústria de transporte. A empresa, aliás, já está operando seus táxis elétricos autônomos em um parque de Pequim.

Projeto Apollo, da Baidu, já funciona em Pequim (Imagem: Baidu)
Projeto Apollo, da Baidu, já funciona em Pequim (Imagem: Baidu)

A Xiaomi, por sua vez, anunciou que vai fazer uma linha completa de carros elétricos com investimento bilionário, enquanto a Huawei optou por desenvolver softwares e deixará a montagem de seus veículos com outras empresas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos