Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.867,62
    +338,65 (+0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,84
    -0,51 (-0,83%)
     
  • OURO

    1.793,90
    +0,80 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    53.593,52
    -2.271,82 (-4,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.239,38
    -23,58 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.173,42
    +38,48 (+0,93%)
     
  • DOW JONES

    34.137,31
    +316,01 (+0,93%)
     
  • FTSE

    6.895,29
    +35,42 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.768,12
    +146,20 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.101,19
    +592,64 (+2,08%)
     
  • NASDAQ

    13.905,00
    -14,25 (-0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7071
    +0,0051 (+0,08%)
     

Alexa, quem ganhou como melhor assistente de voz no 4º Prêmio Canaltech?

Redação
·3 minuto de leitura

A quarta edição do Prêmio Canaltech chegou ao fim, e com isso é a hora de descobrir quais foram os vencedores de todas as categorias, incluindo tanto as de voto popular ou quanto aquelas que tiveram apenas análise do grupo técnico de jurados.

Foram 4.210.399 votos vindos de 168.323 votantes ao total, reforçando a importância do Prêmio Canaltech como termômetro do que o público brasileiro busca em tecnologia, e chegou a hora de falarmos sobre a categoria Melhor Assistente de Voz.

Por aqui foram quatro competidores com características bem diferentes, e a escolha do público deu um bom sinal de qual estilo eles preferem. Tivemos a Amazon Alexa com sua fala mais suave, Skills e grande integração com a suíte Echo disponível oficialmente no Brasil, o Google Assistente com seu grande acervo de informação e boa integração com aparelhos Android, a já clássica Siri que vem passando por reformulações para se portar de forma mais intuitiva em produtos Apple, e a Bixby da Samsung, presente em dispositivos da linha Galaxy e outros produtos da marca.

Alexa está disponível em vários tipos de produtos, mas sua total integração é com a linha Echo (Imagem: Divulgação/Amazon)
Alexa está disponível em vários tipos de produtos, mas sua total integração é com a linha Echo (Imagem: Divulgação/Amazon)

E com 61.30% dos votos do juri popular a Alexa foi a escolhida, reforçando o bom trabalho da Amazon em aprimorar a experiência de sua assistente de voz em outros idiomas além do inglês americano como fazem algumas das rivais. O juri técnico também escolheu a Alexa como grande vencedora do embate, o que mostra que o sistema não apenas agrada ao público geral como também a quem possui um olhar mais criterioso e vasta experiência com todas as opções indicadas para a categoria.

O grande trunfo da Alexa que provavelmente foi determinante para uma vitória tão contundente é a possibilidade de realizar os comandos de forma natural e contextual em português do Brasil, algo que não pode ser dito de todas as opções que temos em nosso país. Além disso, as Skills são um ótimo extra que aprimoram a experiência ao permitir leitura de notícias e ações de automação, transformando as Echo em verdadeiras centrais para casas inteligentes, ainda que a Alexa não precise de uma para funcionar.

Em segundo lugar tivemos o Google Assistente, que também vem recebendo muitas novidades em português do Brasil nos últimos anos para tentar se aproximar mais da versão disponível em inglês americano, algo que há algum tempo apresentava um enorme abismo. Por contar com um propósito mais informativo e menos lúdico, porém, o Assistente acabou não sendo tão agradável ao público quanto a Alexa, arrematando 26.04% dos votos.

O curioso é que na edição de 2019 do Prêmio Canaltech o Google Assistente foi justamente o vencedor pelo voto popular, pois a Alexa ainda engatinhava em nosso país enquanto o sistema do Google já contava com uma série de funções úteis. Ainda assim, a análise do juri técnico foi a mesma, sendo avaliado o potencial das Skills em tornar a Alexa mais dinâmica em tarefas de automação.

Siri e Bixby ficaram bem para trás, em especial a assistente da Samsung que foi a última a receber o nosso idioma e ainda vem engatinhando em funções (especialmente em nosso país), conseguindo assim apenas 1.86% dos votos contra 10.80% da assistente da Maçã.

Os votos nos mostram que o público tem uma preferência clara pelo método de uso da Alexa e por quão bem ele funciona, o que acabou fazendo com que a Amazon também fosse premiada como Marca Mais Desejada na categoria Casa Inteligente. Mas e você, concorda que a Alexa é a melhor assistente de voz de 2020? O que mudaria nas outras para que tornassem mais interessantes? Aproveite a seção de comentários para nos dizer!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: