Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.633,64
    -1.817,36 (-4,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Alerta de segurança enviado “sem querer” leva à venda em massa de criptomoedas

·2 minuto de leitura

Um alerta importante sobre problemas na conta foi enviado a milhares de usuários do Coinbase, um dos principais câmbios de criptomoedas do mundo, e levou a um temor sobre eventuais problemas na plataforma. A mensagem, que chegava por e-mail ou SMS, confirmava mudanças na autenticação em dois fatores para as contas de 125 mil usuários; como essa ação não foi realizada por eles, o pensamento direto foi a possibilidade de comprometimentos no serviço.

O erro resultou em vendas apressadas de moedas pelos usuários, que temiam pelo acesso não autorizado às suas carteiras para roubo dos fundos armazenados. Um cliente, por exemplo, reportou ter liquidado US$ 60 mil em criptomoedas, que estavam guardadas como herança para o neto; o número total de vendas não foi divulgado, mas as respostas ao perfil da Coinbase no Twitter trazem várias histórias desse tipo, com a citada sendo apenas uma das maiores.

As dezenas de milhares de mensagens foram disparadas em menos de uma hora e meia, em um problema que começou no início da tarde da última sexta-feira (27). De acordo com a Coinbase, foi um erro de sistema resolvido rapidamente pelo time responsável, mas não o bastante para evitar a confusão, pela qual a plataforma pediu desculpas e disse estar trabalhando para criar um sistema financeiro que seja seguro e confiável.

O temor mais direto, relacionado ao recebimento de um alerta desse tipo, é quanto a vulnerabilidades da própria plataforma, que sempre acabam impactando as carteiras dos clientes. Mesmo em histórias com final feliz, como o recente furto de US$ 600 milhões da financeira Poly Network, há demora para que os usuários recebam de volta os fundos retirados de suas contas; quando se trata de roubos reais, então, a demora pela devolução pode ser ainda maior, quando o resultado final não é o prejuízo.

A questão se torna ainda mais grave no caso do alerta enviado aos clientes da Coinbase, que indicaria um comprometimento direto às contas individuais e não ao sistema da plataforma em si. Neste caso, a garantia é de não recebimento dos valores de volta, já que o serviço oferece medidas de segurança, mas também deixa claro que qualquer violação das carteiras dos usuários, por deslize dos próprios, não é de responsabilidade da empresa.

A Coinbase não falou mais sobre o assunto, além de revelar alguns detalhes do problema e o total de usuários afetados. A empresa não comentou sobre movimentos de venda de moedas ou eventuais impactos no mercado, que não parece ter registrado movimentos significativos relacionados à falha.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos