Mercado abrirá em 9 h 50 min
  • BOVESPA

    108.782,15
    -194,55 (-0,18%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.081,33
    -587,31 (-1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,32
    +0,08 (+0,10%)
     
  • OURO

    1.745,10
    +4,80 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    16.264,48
    +173,13 (+1,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    382,35
    +2,06 (+0,54%)
     
  • S&P500

    3.963,94
    -62,18 (-1,54%)
     
  • DOW JONES

    33.849,46
    -497,57 (-1,45%)
     
  • FTSE

    7.474,02
    -12,65 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    17.627,30
    +329,36 (+1,90%)
     
  • NIKKEI

    28.034,32
    -128,51 (-0,46%)
     
  • NASDAQ

    11.634,50
    +18,25 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5549
    +0,0057 (+0,10%)
     

Alerta! Coreia do Norte disparou “míssil balístico não identificado”

Alerta! Coreia do Norte disparou “míssil balístico não identificado”
Alerta! Coreia do Norte disparou “míssil balístico não identificado”

O exército sul-coreano declarou, nesta quarta-feira (28), que a Coreia do Norte disparou um “míssil balístico não identificado”. Curiosamente esse lançamento ocorreu apenas dois dias após o teste anterior, no último domingo (25) e pouco antes de uma visita da vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, à Coreia do Sul.

Um comunicado emitido pelo Estado-maior Conjunto de Seul, capital da Coreia do Sul, divulgou que “a Coreia do Norte disparou um míssil balístico não identificado no Mar do Leste”. O termo “Mar do Leste” é uma referência ao Mar do Japão.

Leia mais:

O ministério da defesa do Japão informou à Guarda Costeira japonesa sobre um possível disparo de míssil balístico, que foi confirmado por esta última entidade. Com base nesse alerta, a Guarda Costeira do Japão pediu que as embarcações ficassem atentas em relação a qualquer anormalidade ou irregularidade no mar.

A Coreia do Norte está em uma espécie de escalada armamentista e já bateu o recorde de testes nesse sentido. A previsão é de que a vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, chegue a Seul, na quinta-feira (29). Dentro do itinerário de visitas da governante, durante sua estadia na Coreia do Sul, está a visita à militarizada fronteira entre Coreia do Norte e Coreia do Sul.

Parceria entre Washington e Seul

Cabe destacar que Seul é um importante aliado de Washington, que mantém 28.500 militares no território sul-coreano para ajudar o país em sua proteção contra a Coreia do Norte. Ainda neste ano, os Estados Unidos e a Coreia do Sul alertaram que o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, está se preparando para realizar um novo teste nuclear.

Desde 2006, o país isolado realizou seis testes nucleares. O mais recente, e mais potente de todos, aconteceu em 2017. Nesta ocasião, foi disparada uma bomba de hidrogênio com potência calculada em 250 quilotons, quase 16 vezes mais poderosa que a bomba lançada pelos Estados Unidos, em Hiroshima, em 1945.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!