Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,10 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.802,10
    +0,30 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    34.324,89
    +401,00 (+1,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,82 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    -6,75 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Alemanha prestes a atingir sua meta de um milhão de carros elétricos em circulação

·2 minuto de leitura
Volkswagen ID.3 sendo abastecido no posto do fabricante alemão em Dresde

O ministro da Economia alemão, Peter Altmaier, disse nesta sexta-feira (2) que a Alemanha está prestes a atingir sua meta de um milhão de veículos elétricos em circulação devido ao aumento de vendas favorecido por incentivos públicos.

"Em julho de 2021 atingiremos nossa meta de um milhão de carros elétricos", declarou o ministro em entrevista ao jornal Tagesspiegel.

Este objetivo, estabelecido pelo governo de Angela Merkel em 2009 e que muitos consideraram "inatingível", será alcançado com "apenas seis meses de atraso", apontou.

O generoso auxílio público às compras gerou um aumento nas vendas nessa categoria, que inclui carros elétricos e híbridos recarregáveis.

No primeiro semestre de 2021, foram registrados pedidos de subsídios que totalizaram 1,25 bilhão de euros (US $ 1,482 bilhão), mais do que em todo o ano passado, de acordo com Altmaier.

O prêmio pela compra aumentou consideravelmente como parte das medidas de recuperação para superar os efeitos da pandemia do coronavírus.

Para veículos elétricos cujo preço de catálogo é inferior a € 40.000 ($ 47.400), a ajuda máxima agora é de € 9.000 ($ 10.670). Para os híbridos, é de 6.750 euros (US $ 8.000).

As vendas mensais de carros elétricos mais que dobraram desde o início do ano, em relação a 2020, e representam em média 10% do mercado.

A procura por este tipo de veículo também tem sido estimulada pelas inovações dos fabricantes tradicionais, cuja oferta está a todo vapor com o lançamento, efetivo ou planejado, de inúmeros modelos.

A infraestrutura de recarga também cresceu. De acordo com o ministério dos Transportes da Alemanha, existem atualmente 37.705 pontos de recarga padrão e 6.395 pontos de recarga rápida na Alemanha.

Altmaier estimou que a próxima etapa - sete a dez milhões de carros elétricos nas estradas alemãs até 2030 - também poderia ser alcançada.

Na corrida pela mobilidade elétrica dos países europeus, a produção de células de bateria será crucial.

O ministro alemão espera que este setor crie "cerca de 20.000 empregos até o final da década" na Alemanha.

smk/fcz/spi/mab/tjc/mr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos