Mercado fechará em 12 mins
  • BOVESPA

    111.966,04
    +76,16 (+0,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.463,67
    +320,67 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    115,02
    +0,93 (+0,82%)
     
  • OURO

    1.857,30
    +3,40 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    28.541,29
    -944,82 (-3,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    618,68
    -10,82 (-1,72%)
     
  • S&P500

    4.144,41
    +86,57 (+2,13%)
     
  • DOW JONES

    33.116,54
    +479,35 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.585,46
    +20,54 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    20.697,36
    +581,16 (+2,89%)
     
  • NIKKEI

    26.781,68
    +176,84 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.631,00
    +351,75 (+2,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0830
    -0,0350 (-0,68%)
     

Alemanha cresce 0,2% no 1º trimestre e evita recessão

O PIB da Alemanha cresceu 0,2% no primeiro trimestre de 2022, apesar do impacto da guerra na Ucrânia, de acordo com dados preliminares (AFP/Ina FASSBENDER) (Ina FASSBENDER)

O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha cresceu 0,2% no primeiro trimestre de 2022, apesar do impacto da guerra na Ucrânia, de acordo com dados preliminares publicados nesta sexta-feira (29).

A Alemanha evita assim a recessão técnica, após uma queda de 0,3% do PIB no quarto trimestre de 2021, embora "a guerra na Ucrânia influencie cada vez mais a conjuntura", afirmou o instituto de estatísticas Destatis em um comunicado.

Em ritmo anual, o PIB alemão avançou 3,7%.

O resultado positivo é explicado pelos "fortes investimentos", aponta o Destatis.

A economia alemã mostra um dinamismo estimulado pela "flexibilização das medidas contra o coronavírus, que teve um efeito positivo", declarou Jens Oliver Niklash, do Banco LBBW.

Mas a guerra na Ucrânia tem um forte impacto no país.

A maior economia da zona do euro sofre desde fevereiro as consequências econômicas do conflito. A indústria exportadora é a principal afetada.

A invasão russa da Ucrânia agravou os gargalos em muitos mercados, devido às sanções impostas à Rússia e à interrupção da produção na Ucrânia, que abastece principalmente o setor automobilístico.

Além disso, o conflito teve um forte impacto sobre os preços da energia, o que alimentou a inflação, que atingiu 7,4% em ritmo anual em abril.

O aumento expressivo dos preços afetou tanto o poder aquisitivo das famílias como o faturamento das empresas.

A Alemanha reduziu a previsão de crescimento em 2022 para 2,2%, contra a estimativa de 3,6% de janeiro.

fcz/ylf/sag/meb/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos