Mercado fechará em 3 mins
  • BOVESPA

    125.892,98
    +840,20 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.934,00
    +665,55 (+1,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,14
    +0,07 (+0,10%)
     
  • OURO

    1.798,00
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    39.828,78
    +5.470,98 (+15,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    945,67
    +30,18 (+3,30%)
     
  • S&P500

    4.421,33
    +9,54 (+0,22%)
     
  • DOW JONES

    35.134,00
    +72,45 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.025,43
    -2,15 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    26.192,32
    -1.129,66 (-4,13%)
     
  • NIKKEI

    27.833,29
    +285,29 (+1,04%)
     
  • NASDAQ

    15.102,75
    +4,75 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1058
    -0,0158 (-0,26%)
     

Alemanha confirma primeiros casos de peste suína africana em fazendas

·1 minuto de leitura
.

HAMBURGO (Reuters) - A Alemanha confirmou a detecção dos primeiros casos de peste suína africana em animais de fazendas, disse o Ministério da Agricultura federal nesta sexta-feira.

A doença foi encontrada em porcos de duas fazendas no Estado de Brandemburgo, no leste do país.

Casos anteriores haviam sido registrados somente em animais selvagens, com 1.267 casos tendo sido confirmados em javalis na área de Brandemburgo até o momento. A região faz fronteira com a Polônia, por onde a doença já se espalhou.

A China e outros países compradores de carne suína proibiram importações da proteína proveniente da Alemanha em setembro de 2020, após a confirmação do primeiro caso em animais selvagens. As proibições de importação estabelecidas pela China e por outros grandes compradores asiáticos seguem em vigor.

O Ministério da Agricultura alemão disse que o instituto científico Friedrich-Loeffler confirmou que os animais de fazenda possuíam a peste suína africana.

A doença foi encontrada em porcos de uma fazenda orgânica com 200 animais e em uma pequena propriedade com apenas dois suínos, segundo o Ministério da Saúde de Brandemburgo. Todos os animais foram sacrificados.

(Reportagem de Michael Hogan)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos