Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.259,49
    -831,51 (-0,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.579,10
    -329,10 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,52
    -0,63 (-0,87%)
     
  • OURO

    1.819,40
    -42,00 (-2,26%)
     
  • BTC-USD

    38.284,35
    -2.012,87 (-5,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    961,10
    -31,37 (-3,16%)
     
  • S&P500

    4.223,70
    -22,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.033,67
    -265,63 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.184,95
    +12,47 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    28.436,84
    -201,66 (-0,70%)
     
  • NIKKEI

    29.291,01
    -150,29 (-0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.903,25
    -78,00 (-0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0594
    -0,0026 (-0,04%)
     

Alemanha abre investigação sobre produto de notícias do Google

·1 minuto de leitura
.

BERLIM (Reuters) - O órgão de defesa da concorrência da Alemanha afirmou nesta sexta-feira que abriu uma investigação sobre o produto de notícias do Google, News Showcase.

A cooperação com o Google pode ser atraente para os editores de conteúdo e outros fornecedores de notícia e oferecer aos consumidores melhores serviços de informação, afirmou o órgão.

"Entretanto, é preciso assegurar que isso não leve a discriminação entre editores individuais", afirmou a autoridade. "Nem a forte posição do Google no acesso aos usuários finais pode levar à exclusão de ofertas rivais de editores ou outros fornecedores de notícias."

Em resposta, o Google afirmou que o Showcase é uma das muitas formas pelas quais a empresa apoia o jornalismo, construindo produtos e reunindo fundos com os quais todos os editores podem se beneficiar.

"O Showcase é um programa internacional de licenciamento para notícias - a seleção dos parceiros é baseada em critérios objetivos e não discriminatórios e o conteúdo não recebe preferência no ranking de nossos resultados de buscas", afirmou o porta-voz Kay Oberbeck. Ele acrescentou que o Google vai colaborar com a investigação.

O caso é o segundo aberto contra o Google na Alemanha em poucos dias, após o órgão de defesa da competição iniciar investigação para determinar se a empresa está explorando seu domínio de mercado ao lidar com os dados dos usuários.