Mercado abrirá em 56 mins
  • BOVESPA

    120.700,67
    +405,99 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.514,10
    +184,26 (+0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,46
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.779,80
    +13,00 (+0,74%)
     
  • BTC-USD

    60.956,23
    -1.376,26 (-2,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.358,52
    -22,43 (-1,62%)
     
  • S&P500

    4.170,42
    +45,76 (+1,11%)
     
  • DOW JONES

    34.035,99
    +305,10 (+0,90%)
     
  • FTSE

    7.017,62
    +34,12 (+0,49%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.028,25
    +14,25 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7338
    +0,0127 (+0,19%)
     

Aleluia! League of Legends: Wild Rift chega ao Brasil no dia 29 de março

Ramon de Souza
·1 minuto de leitura

Finalmente — após muita expectativa, League of Legends: Wild Rift finalmente chegará às Américas no dia 29 de março, conforme revelado pela Riot Games nesta terça-feira (9). A obra foi anunciada em 2019 e deveria ser disponibilizada no mundo inteiro no começo de 2020; porém, com a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), o título foi lançado no fim do ano passado e somente na Europa, no Sudeste Asiático e no Oriente Médio.

Conhecido popularmente como LoL Mobile, o jogo é justamente isso: uma versão do famoso MOBA adaptado para dispositivos móveis. Obviamente, muita coisa foi simplificada: o game trará um único mapa (o clássico Summoner’s Rift) e apenas alguns seletos guerreiros dentre a gigantesca gama de personagens disponíveis na obra original para computadores. Ainda assim, trata-se de uma promessa e tanto para os fãs da franquia.

Wild Rift será lançado simultaneamente para Android e iOS e já é possível se registrar para baixá-lo assim que ele estiver disponível; porém, vale a pena ressaltar que o jogo ainda está em fase de testes aberto, o que significa que bugs e instabilidades podem ser normais. A Riot Games confirmou ainda que, para compensar o atraso, os jogadores americanos serão bonificados com itens exclusivos em um futuro próximo.

No Android, o título exige pelo menos a versão 5.0, um processador quad-core de 1,5 GHz (32 bits ou 64 bits), uma GPU Mali-T860 e 2 GB de memória RAM para ser executado. Já nos iGadgets, é preciso ter pelo menos o iOS 10 instalado, tal como o processador Apple A8 (usado no iPhone 6 e posteriores) dual-core de 1,4 GHz, GPU PowerVR GX6450 e 1 GB de memória RAM.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: