Mercado fechará em 5 h 21 min

Alegria de anunciante | Spotify desenvolve propaganda direcionada para podcasts

Fidel Forato

Os podcasts não param de bater recordes. Nos Estados Unidos, o número de pessoas que escutam esses programas mensalmente deve atingir 106 milhões, em 2023. Só no Spotify, o consumo de podcast aumentou em 39% do segundo para o terceiro trimestre do ano passado. Junto disso, a receita publicitária desses novos veículos deve ultrapassar a marca de US$ 1 bilhão, em 2021.

São sinais claros de que essa tendência veio para ficar, principalmente, entre os anunciantes, criadores de conteúdo e marcas. De olho nesse mercado, o Spotify anuncia, hoje (8), o lançamento do Streaming Ad Insertion (SAI), que é uma nova tecnologia para a medição de anúncios exibidos durante os podcasts e que abre caminho para o Spotify Podcast Ads.

Em outras palavras, o Spotify planeja começar a usar os dados de seus usuários para exibir anúncios direcionados em seus podcasts, algo que toda rede social faz muito bem. Ou seja, duas pessoas que escutam o mesmo programa podem escutar anúncios diferentes

Atualmente, o Spotify já automatiza a inserção de anúncios na parte musical, mais precisamente na sua versão gratuita, o Spotify Free. Agora, o serviço está expandindo e aprimorando essa tecnologia para podcasts.

Anúncios?

É isso mesmo! No Spotify, há dois tipos de formas de uso, a conta Premium e a Free, mas essa classificação é válida somente para a parte musical. Quando o tema são podcasts, as duas experiências são iguais, independente de quem paga ou não. Isso significa que, em ambas as modalidades, os usuários serão impactados pelos anúncios direcionados da plataforma de streaming.

Quando o assunto era publicidade dentro dos podcasts, quem inseria esse conteúdo eram os próprios criadores de conteúdo. Isso acontecia quando os podcasters anunciavam algum produto dentro do seu programa, por exemplo.

Spotify começa a direcionar anúncios, dentro de podcasts, com base nas preferências de usuários (Foto: Divulgação/ Spotify)

Como funciona?

A SAI aproveita os dados do usuário que escuta o streaming para fornecer recursos de planejamento, relatórios e medição para podcasts originais e exclusivos do Spotify e que ficarão à disposição dos criadores de conteúdo. Isso inclui desde dados como impressão real do anúncio, frequência - número de vezes que o ouvinte ouviu a peça publicitária - alcance e até informações anônimas do público-alvo, como idade, sexo, tipo de dispositivo.

Segundo o Spotify informa, essa será a primeira vez que esse tipo de dado estará disponível para anunciantes e criadores de conteúdo no modelo de negócio de podcasters. Ou seja, será uma espécie de "Analytics" que outras redes sociais, como o Instagram, já fazem, produzindo relatórios bem similares e bastante úteis para mostrar às empresas que podem ser potencias patrocinadoras.

Atualmente, o setor de podcast mede o público, o alcance e o impacto, da mesma forma que é feito na mídia impressa. Isso significa que os anunciantes têm, somente, uma noção de quem estão alcançando, com base nos dados da pesquisa e no público-alvo do veículo, ou seja, aquilo que você alega na hora de contratar um serviço.

Novos caminhos

Em grande parte, a publicidade em podcasts enfrenta desafios similares, porque os programas são baixados através de feeds RSS estáticos. Só que a mudança no consumo de downloads para streaming deve criar novas possibilidades para avanços na publicidade, a partir de dados mais precisos, como o que é proposto pelo Spotify.

"Com essa tecnologia, estamos oferecendo o detalhamento, a qualidade e a eficácia dos anúncios de podcast tradicionais com a precisão e a transparência do marketing digital moderno. Em resumo, mantemos o que ouvintes, criadores e anunciantes de podcast adoram nos anúncios de podcast e tornamos o meio endereçável para anunciantes digitais", comenta o Spotify, em comunicado, sobre a nova tecnologia implantada.

Por enquanto, ainda não há uma previsão de quando essa forma de publicidade inédita para plataforma chega ao Brasil.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: