Alckmin pretende arrecadar R$ 40 bi em PPPs

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), informou na sexta-feira que o governo estadual pretende arrecadar R$ 40 bilhões em parcerias público-privadas (PPP) em viagem à Europa que será conduzida pelo vice-governador, Guilherme Afif Domingos. De acordo com Alckmin, a crise econômica enfrentada pelo continente leva os empresários locais a buscar outros países para investir o dinheiro. "Como o investimento da Europa foi reduzido, os empresários estão vendo (outros países) onde investir", afirmou Alckmin.

Alckmin reuniu-se na tarde desta sexta-feira com o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso. Durante o encontro foram abordados assuntos relacionados à cooperação tecnológica entre o Mercosul e países da União Europeia. Alckmin reforçou a importância da reunião dizendo que a Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) representa mais de 50% do investimento em pesquisa realizado pelo Brasil. "A Fapesp representa metade da produção científica brasileira", ressaltou. Durão Barroso, no entanto, saiu do encontro sem falar com a imprensa.

Para o governador, o Estado de São Paulo oferece condições especiais para atrair essa verba de investimento privado. "São Paulo, que tem uma tradição de respeito aos contratos, de segurança jurídica, vai receber, eu acho, grandes investimentos", avaliou o governador.

Além das PPPs, Alckmin endossou a realização de parcerias entre o Estado de São Paulo e o governo federal. O governador tucano disse ter um relacionamento "positivo" com a presidente Dilma Rousseff, integrante do PT, sigla à qual o seu partido faz oposição.

"Temos grandes parcerias com o governo federal. No Rodoanel Norte, por exemplo, um terço da verba é federal e dois terços são estadual. Temos parceria também na construção do Ferroanel (no entorno de São Paulo) e na construção de hidrovias. Além disso, temos parceria na construção de casas pelo programa Minha Casa Minha Vida (no Estado de São Paulo). Estamos colocando R$ 20 mil por residência no programa", comentou o governador.

Carregando...