Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.515,26
    -27,93 (-0,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Alan Moore revela que cogitou concretizar plano do Coringa na vida real

Alan Moore é pai da história mais importante do Coringa, que também é um clássico divisor de águas na trajetória do Batman: Batman - A Piada Mortal é considerada por muitos fãs como a trama definitiva sobre o complexo relacionamento entre o Homem-Morcego e o Palhaço do Crime. O escritor britânico é conhecido por explorar o lado mais cru e sombrio de heróis e vilões, e, em uma entrevista concedida no começo deste mês, ele fez uma revelação chocante.

Já afastado dos quadrinhos da Marvel Comics e DC Comics há algum tempo, Moore, aos 68 anos, em um de suas raras entrevistas, falou ao The Guardian sobre o lançamento de Illuminations, seu primeiro livro de coleção de contos, e também destrinchou seu usual ódio às HQs e filmes de super-heróis.

Embora tenha sido o criador de vários clássicos da Marvel e DC,e até da Image, como o já citado Batman - A Piada Mortal, Constantine, Monstro do Pântano, Superman: O Que Aconteceu Com O Homem do Amanhã, Supremo, Promethea, entre outros, ele também ficou conhecido por desconstruir os heróis em obras como Watchmen e Miracleman.

Moore também é conhecido por suas viagens lisérgicas e, na adolescência, foi expulso da escola por traficar LSD. Aliás, no meio da entrevista ele revelou que cogitou algo que junta justamente o assunto HQs de super-heróis e drogas: o autor britânico disse já ter pensando em envenenar reservatórios de água — o objetivo era trazer “luz” à sociedade de perspectivas convencionais.

"Eu provavelmente sou um membro praticamente não reconstruído da esquerda psicodélica de 1970, quando a agenda era apenas: vamos colocar LSD nos reservatórios e assim iluminar a todos. Felizmente, antes que eu pudesse implementar isso, eu cresci e percebi que seria uma ideia terrível. No entanto, a ideia de iluminar as pessoas como forma de mudar a sociedade provavelmente permaneceu minha diretiva mais forte”, disse.

A ideia de contaminar um abastecimento de água é um enredo clássico do Coringa, e, embora não tenha concretizado esse plano na vida real, Moore manteve o conceito de “iluminar” as pessoas em várias obras. V de Vingança é um claro exemplo disso.

Bem, já com 68 anos e aposentado das HQs, o mundo (provavelmente) não corre mais riscos desse plano se tornar realidade.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: