Mercado fechado

Alô, Intel! AMD abocanha fatia recorde do mercado de processadores

Wagner Wakka
·2 minuto de leitura

A AMD registrou parcela recorde de participação no mercado de processadores, alcançando 22,4%. O número é histórico, superando o recorde anterior registrado em 2007, e resultado de um trimestre forte da companhia, que reportou crescimento de 4,1% angariado, principalmente, pelas CPUs topo de linha.

No geral, a companhia registrou um aumento de 6,3% na fatia de mercado de CPUs, no comparativo anual. Isso se deve ao bom momento dos componentes para desktops e notebooks e no setor de clientes.

Resultados de mercado AMD (Foto: AMD)
Resultados de mercado AMD (Foto: AMD)

No mercado de desktops, a AMD agora detém 20,1% do mercado, o que representa 0,9% de crescimento no trimestre e 2,1% no comparativo anual. Para o analista Dean McCarron, o forte desempenho da companhia no período vem do melhor posicionamento no setor high-end.

“Eu diria que 100% do ganho [da AMD] veio do high-end, pois os números de high-end da Intel se mantiveram no mesmo patamar e os da AMD subiram, enquanto os negócios de entrada da Intel cresceram sobre os da AMD”, explicou ao Tom’s Hardware.

Essa tendência ainda deve se manter, uma vez que a AMD apresentou a nova família de processadores Ryzen 5000 com arquitetura Zen 3, que serão lançados nesta quinta-feira, dia 5 de novembro. Segundo a fabricante, os componentes são mais potentes que os topos de linha da Intel, que só deve dar uma resposta com os Rocket Lake de 11ª geração no início do ano que vem. Ou seja, a AMD ainda tem toda a temporada de final de ano para conseguir mais espaço.

Notebook

Outro destaque do levantamento está no braço mobile da AMD. A companhia conta agora com 20,2% do mercado de processadores para notebooks, aumento de 0,3% no trimestre e 5,5% no comparativo anual. Esta é a maior fatia registrada no setor na história da companhia.

Contudo, McCarron aponta que a AMD está em desaceleração, já que havia registrado crescimento anual de 5,8% no Q2 e, agora, no Q3, 5,5%. O provável motivo disso é a melhora em disponibilidade da Intel no setor de entrada.

Por fim, a AMD também teve crescimento no setor voltado para empresas. Aqui, ela detém 20,2% do mercado, com crescimento trimestral de 0,5% e 4,3% no comparativo anual. Este é melhor número da companhia desde 2011.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: