Mercado fechará em 2 h 11 min
  • BOVESPA

    113.259,12
    +986,11 (+0,88%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.508,78
    -12,65 (-0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,51
    +0,61 (+0,78%)
     
  • OURO

    1.944,30
    +5,10 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    23.135,63
    -47,77 (-0,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    525,65
    +6,86 (+1,32%)
     
  • S&P500

    4.040,46
    +22,69 (+0,56%)
     
  • DOW JONES

    33.780,24
    +63,15 (+0,19%)
     
  • FTSE

    7.774,26
    -10,61 (-0,14%)
     
  • HANG SENG

    21.842,33
    -227,40 (-1,03%)
     
  • NIKKEI

    27.327,11
    -106,29 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.078,50
    +110,50 (+0,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5283
    -0,0187 (-0,34%)
     

Alívio de políticas da Covid na China impulsiona minério de ferro após oscilações em 2022

Trabalhador em siderúrgica

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro encerraram um ano volátil mais firmes nesta sexta-feira, com o índice de referência de Dalian se estabelecendo perto de uma máxima de mais de seis meses, impulsionado pelo otimismo em torno do relaxamento dos controles pandêmicos e das medidas de apoio econômico da China, maior produtora mundial de aço.

Os preços spot do ingrediente siderúrgico também subiram esta semana, atingindo um pico de cinco meses, já que os traders ignoraram as preocupações com o aumento das infecções por Covid-19 em toda a China. Apesar disso, os preços caminhavam para registrar seu final de ano mais fraco em três anos.

O minério de ferro mais negociado para maio na Dalian Commodity Exchange da China encerrou a sessão em alta de 2,8%, a 863 iuanes (124,14 dólares) a tonelada, depois de atingir mais cedo 867,50 iuanes, o nível mais alto desde 9 de junho. No ano, o contrato registrou ganho de 43%.

Na Bolsa de Cingapura, o contrato de janeiro de referência do minério de ferro fechou com alta de 1,8%, a 117,20 dólares a tonelada, perto de uma máxima de cinco meses de 117,35 dólares.

O minério de ferro à vista com teor de 62% saltou para 118 a tonelada nesta sexta-feira, 2 dólares acima do fechamento da véspera, quando havia alcançado o maior nível desde o início de agosto, mostraram dados da consultoria SteelHome.

"Espera-se que o minério de ferro permaneça forte no curto prazo (subindo para 120 dólares/t) e pode continuar dessa forma (avançando para 150 dólares/t) em um cenário otimista de grande alívio de crédito da China durante o primeiro trimestre de 2023 e materialização de um plano de reabertura acelerada da China", disseram analistas do Citi.

(Por Enrico Dela Cruz em Manila)