Mercado fechará em 3 h 43 min
  • BOVESPA

    113.781,16
    -1.281,38 (-1,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,25
    -0,36 (-0,50%)
     
  • OURO

    1.754,00
    -40,80 (-2,27%)
     
  • BTC-USD

    48.077,33
    -268,21 (-0,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,01
    +1,72 (+0,14%)
     
  • S&P500

    4.459,70
    -21,00 (-0,47%)
     
  • DOW JONES

    34.665,55
    -148,84 (-0,43%)
     
  • FTSE

    7.027,48
    +10,99 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    24.667,85
    -365,36 (-1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.323,34
    -188,37 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    15.418,75
    -85,25 (-0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1756
    -0,0204 (-0,33%)
     

Alíquota de 20% sobre dividendos é muito modesta, defende Guedes

·1 minuto de leitura
Moedas de reais

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu nesta sexta-feira a alíquota de 20% sobre dividendos proposta na reforma do Imposto de Renda, pontuando que ela é na realidade "imposto muito modesto".

Ao participar de audiência no Senado, Guedes disse que a reforma do IR não é complexa, mas "relativamente simples" ao propor diminuição do encargo sobre a renda das empresas ao mesmo tempo em que passa a cobrar dividendos sobre os donos dos negócios.

O ministro disse ainda que a reforma do IR é uma aposta no vigor da recuperação econômica, partindo do pressuposto de que, com redução dos encargos sobre as pessoas jurídicas, os investimentos irão aumentar.

"Hora de fazer essa aposta é agora", disse.

(Por Marcela Ayres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos