Mercado abrirá em 6 h 8 min

Além da tela, o que o MacBook Pro 16" traz de novo em comparação com o de 15"?

Felipe Junqueira

A Apple surpreendeu ao anunciar um novo modelo do MacBook Pro com tela de 16 polegadas nesta quarta-feira (13). O novo modelo tem poucas mudanças em comparação com o MacBook Pro de 15” lançado também em 2019. Nesta matéria, você confere um breve comparativo para entender as principais diferenças entre ambos.

Display

Começando pelo tamanho da tela: não é apenas um aumento na medida diagonal, pois a Apple ampliou também a resolução para garantir a densidade de pixels por volta de 220 ppi. Enquanto o MacBook Pro 15 tem 2.880 x 1.800 pixels, o MacBook Pro 16 vai para 3.072 x 1.920, chegando a 226 ppi. O resto segue igual: tela IPS retroiluminada por LED com brilho em 500 nits e tecnologia de display com Wide Color (P3) e True Tone.

Ou seja: no modelo de 16 a tela aumenta, mas a qualidade da imagem fica a mesma.

Design praticamente igual

MacBook Pro de 15 ou 16 polegadas? Difícil dizer (Foto: Divulgação/Apple)

O design também foi mantido. Corpo de metal e linhas que, de longe, você reconhece ser de um modelo da Apple. E, aqui, até o tamanho dos dois notebooks é quase o mesmo. Para aumentar o tamanho da tela, a Maçã reduziu as bordas, conseguindo abrigar o display de 16 polegadas em um dispositivo com corpinho de 15".

Há algumas pequenas diferenças no tamanho, e o peso também é maior no modelo mais novo, que tem cerca de 100 gramas a mais, apenas O MacBook Pro de 16 polegadas ainda pesa menos de 2 kg. A diferença no design entre ambos é quase imperceptível, e se um for colocado ao lado do outro, vendo pela lateral, você provavelmente não consegue identificar qual é qual.

Mais potência

Novo MacBook Pro tem processadores Intel de 9ª geração (Foto: Divulgação/Apple)

De cara, você não vai notar a diferença nos processadores entre o MacBook Pro de 15” e o MacBook Pro de 16”. O primeiro tem opções que vão do Core 17 de seis núcleos a 2,6 GHz até um Core i9 de oito núcleos a 2,4 GHz. O segundo começa com um i7 de 2,6 GHz, também de seis núcleos, e um i9 de 2,4 GHz com oito núcleos.

Mas a diferença não é só no clock dos processadores. O MacBook Pro de 15” utiliza os chips Coffee Lake, que são de uma geração anterior dos usados no modelo novo. O ganho em performance vai além do clock maior, e, ao menos em tese, também garante melhor autonomia de bateria.

A memória RAM também é mais avançada, podendo ser de 16 GB 2.666 MHz, subindo até 64 GB no MacBook Pro de 16”, enquanto o modelo anterior ia de 16 GB a 32 GB, mas em memória DDR de 2.400 Mhz. O espaço interno também é maior, indo agora de SSD com 512 GB até a opção com HDD de 8 TB. Antes ia de 256 GB a 4 TB.

E para fechar na questão do hardware, a placa gráfica: sem mencionar a onboard, que segue a mesma, a Apple agora adotou a AMD Radeon Pro 5300M e 5500M, com 4 GB GDDR6, mas podendo ir até 8 GB GDDR6. O modelo de 15 polegadas usa Radeon Pro 555X, 560X, Vega 16 ou Vega 20, todas com 4 GB.

Tecla ESC de volta

Tecla ESC física está de volta no MacBook Pro de 16" (Foto: Divulgação/Apple)

No teclado, também há mudanças. A mais perceptível é o retorno da tecla ESC física, agora ao lado da Touch Bar. O modelo de 15 polegadas tem essa tecla apenas na Touch Bar, o que pode ser um problema caso haja algum problema de software e o sistema deixe de reconhecer esse teclado virtual.

Também há pequenas mudanças não visíveis para melhorar o tempo de resposta das teclas. As setas também ficaram com um novo formato, em um T invertido, e todas no mesmo tamanho. No modelo anterior, as setas para os lados eram do tamanho de teclas normais, enquanto as de cima e baixo dividiam o espaço que seria de uma tecla só.

Melhorias em áudio e mais

O sistema de som evoluiu de caixas estéreo para um sistema com seis caixas de som, que ainda têm suporte ao Dolby Atmos. O microfone também tem mais qualidade, que a Apple garante ser equivalente à de estúdio.

Os conectores, sejam com ou sem fio, são os mesmos: 3 portas USB-C Thunderbolt, um conector P2, a entrada de energia, suporte a Wi-Fi 802.11ac e Bluetooth 5.0 e câmera HD.

Por fim, a autonomia de bateria aumentou em cerca de uma hora para quem navega na internet sem cabos.

Conclusão

MacBook Pro de 16 polegadas (Foto: Divulgação/Apple)

O MacBook Pro de 16 polegadas é mais do que apenas uma versão maior do notebook da Apple. Há várias melhorias, mesmo que o dispositivo em si pareça praticamente o mesmo à primeira vista.

No entanto, quem não pode ou prefere não gastar o suado dinheiro nesse modelo melhorado pode investir um pouco menos no modelo lançado há cerca de seis meses, que ainda dá conta do recado — e como!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: