Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.512,38
    +480,38 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.801,68
    +163,28 (+0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,85
    +0,32 (+0,37%)
     
  • OURO

    1.790,00
    +0,30 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    23.894,58
    -222,42 (-0,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    569,15
    -2,76 (-0,48%)
     
  • S&P500

    4.305,20
    +8,06 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.152,01
    +239,61 (+0,71%)
     
  • FTSE

    7.536,06
    +26,91 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    19.830,52
    -210,38 (-1,05%)
     
  • NIKKEI

    28.868,91
    -2,89 (-0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.648,50
    -9,75 (-0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2326
    +0,0541 (+1,04%)
     

Airbus eleva projeção de demanda de aeronaves nos próximos 20 anos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Tim Hepher

PARIS (Reuters) - A Airbus elevou nesta segunda-feira a estimativa de entregas de aeronaves nos próximos 20 anos.

A Airbus estima entregas totais de 39.490 jatos nos próximos 20 anos, acima dos 39.020 esperados anteriormente.

O aumento se deve em parte à saída de 2021 do período englobado pela projeção de 20 anos, já que o ano passado foi excepcionalmente fraco por causa da pandemia.

A empresa espera que as entregas incluam 38.600 aeronaves de passageiros, contra 38.140 anteriormente, e 890 cargueiros, de 880.

No entanto, a empresa vê o tráfego de passageiros crescendo mais lentamente do que antes, ao patamar de 3,6% ao ano, em vez dos 3,9% projetados em novembro.

A companhia manteve expectativa de que o tráfego aéreo se recupere aos níveis pré-pandemia em algum momento entre 2023 e 2025, já que o setor enfrenta pressões que vão da inflação ao aumentos nos preços de energia, bem como o risco de novos surtos relacionados a variantes da Covid-19.

No entanto, a fabricante de aviões modificou seu melhor e pior cenários para o tráfego, e vê agora recuperação aos níveis de 2019 cerca de seis meses mais tarde do que apontava a projeção anterior, de acordo com gráficos fornecidos junto com os dados.

(Por Tim Hepher)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos