Mercado fechará em 1 h 47 min
  • BOVESPA

    108.337,78
    +2.041,60 (+1,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.846,51
    -43,15 (-0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,64
    -0,12 (-0,14%)
     
  • OURO

    1.808,30
    +12,00 (+0,67%)
     
  • BTC-USD

    63.390,28
    +3.059,69 (+5,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.516,71
    +1.274,03 (+524,99%)
     
  • S&P500

    4.570,82
    +25,92 (+0,57%)
     
  • DOW JONES

    35.776,41
    +99,39 (+0,28%)
     
  • FTSE

    7.222,82
    +18,27 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    26.132,03
    +5,10 (+0,02%)
     
  • NIKKEI

    28.600,41
    -204,44 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    15.499,75
    +158,75 (+1,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4595
    -0,1213 (-1,84%)
     

Airbus confirma desenvolvimento de carro elétrico voador concorrente da Embraer

·2 minuto de leitura

A Airbus também está de olho na mobilidade aérea urbana (UAM) e vai entrar nesse mercado para competir com players importantes, como a Embraer, por exemplo. A fabricante europeia anunciou nesta semana o desenvolvimento do CityAirbus NextGen, seu carro voador elétrico com decolagem vertical pensado para uso nas cidades e que deve atender à população que precisa de locomoções rápidas e estratégicas.

O CityAirbus foi projetado para levar até quatro passageiros com absoluto conforto, como se fosse em um automóvel. Seu funcionamento será silencioso e muito veloz, graças aos propulsores elétricos abrigados nas asas rotativas em formato "V", que funcionarão por meio de oito rotores de alto desempenho. Além disso, o nível de emissões será zero, o que reforça a ideia da empresa de ser neutra em carbono pelos próximos anos.

"Nosso objetivo é cocriar um mercado inteiramente novo que integre de forma sustentável a mobilidade aérea urbana nas cidades, ao mesmo tempo em que aborda as questões ambientais e sociais. A Airbus está convencida de que os verdadeiros desafios são tanto sobre integração urbana, aceitação pública e gerenciamento automatizado de tráfego aéreo, quanto sobre tecnologia de veículos e modelos de negócios. Nós construímos todos os recursos para oferecer um serviço seguro, sustentável e totalmente integrado à sociedade", disse Bruno Even, CEO da Airbus Helicopters, em comunicado.

(Imagem: Divulgação/Airbus)
(Imagem: Divulgação/Airbus)

Segundo a Airbus, seu carro voador será desenvolvido para ter autonomia de 80 quilômetros (ou 15 minutos), bateria de 110 kWh e velocidade de cruzeiro de 120 km/h. Com esses números, o CityAirbus pode percorrer as cidades e pousar em vertiportos equipados com carregadores, de modo a construir um itinerário vantajoso para os clientes. O uso para outros serviços além do transporte de passageiros também é possível, como entregas e até socorro em acidentes.

A fabricante explica que trabalha com anos de pesquisa para criar dois protótipos elétricos de decolagem e pouso vertical, além da tecnologia de som e diminuição de ruídos, já utilizados nos jatos Airbus, como o A320Neo. Os demonstradores criados pela empresa, o Vahana e o próprio CityAirbus, conduziram conjuntamente 242 testes de voo e de solo e voaram cerca de 1.000 km no total.

Quando ele vai voar?

A Airbus se programa para terminar o desenvolvimento do primeiro protótipo em tamanho real nos próximos anos. Se tudo correr como o planejado, é possível que vejamos o CityAirbus NextGen decolar em 2023, com a certificação comercial e produção em massa prevista para 2025.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos