Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.434,66
    +101,68 (+0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,82 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Airbnb bloqueou mais de 50 mil reservas suspeitas de organizar "festas da COVID"

·2 minuto de leitura

Apesar das orientações de distanciamento social resultantes da pandemia do COVID-19 terem se espalhado pelo planeta, muitos decidiram ignorar a orientação e promover aglomerações. Quem tentou usar o Airbnb para esse tipo de ação foi premiado com o cancelamento de suas reservas, revelou a companhia nesta segunda-feira (5).

Segundo o chefe de comunicação de confiança e segurança da empresa, Ben Breit, mais de 50 mil reservas espalhadas por 15 cidades dos Estados Unidos foram intencionalmente canceladas. A empresa anunciou sua política de cancelamentos em um comunicado divulgado em agosto de 2020, na qual detalhou que cada reserva feita através de seu sistema poderia incluir grupos de, no máximo, 16 pessoas.

Imagem: Divulgação/Airbnb
Imagem: Divulgação/Airbnb

O Airbnb também explicou que o banimento da organização de festas foi a melhor decisão possível para preservar a saúde pública e que ela partia de uma extensão de uma política anterior que visava priorizar a paz entre com os vizinhos dos locais alugados. Segundo Brent, pessoas com menos de 25 anos que não possuíam um bom histórico na plataforma tiveram sua capacidade de realizar reserva próximas aos locais onde viviam canceladas.

No entanto, esses usuários ainda podiam usar o sistema para agendar visitas em vizinhanças onde fosse menos provável que uma festa fosse realizada. O sistema adotado pela empresa atualmente está valendo nos Estados unidos, Canadá, Reino Unido, França e Espanha, mas medidas para conter a realização de festas em todos os mercados em que opera.

Política vai ser estendida até setembro

Ao The Denver Post, o Airbnb afirmou acreditar que sua solução funcionou e fez com que feriados do Dia das Bruxas e de festividades de final de ano ficassem “quietos”. Na cidade de Denver, a plataforma também registrou uma diminuição de 50% nas reclamações de vizinhos que recebeu entre janeiro em março de 2020 em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Apesar de a vacinação contra a COVID-19 progredir rapidamente nos Estados Unidos, a companhia afirmou que vai prolongar sua política ao menos até o final do verão norte-americano (que se encerra em setembro). Além de adotar um sistema mais restrito de reserva, a companhia também instituiu um sistema 24 horas de suporte a vizinhanças e passou a oferecer a venda com desconto de dispositivos de detecção de barulho a seus consumidores.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos