Mercado abrirá em 6 h 10 min
  • BOVESPA

    121.801,21
    -1.775,35 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.195,43
    -438,48 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,00
    -0,15 (-0,22%)
     
  • OURO

    1.811,00
    -3,50 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    39.042,31
    +953,56 (+2,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    963,97
    +37,20 (+4,01%)
     
  • S&P500

    4.402,66
    -20,49 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    34.792,67
    -323,73 (-0,92%)
     
  • FTSE

    7.123,86
    +18,14 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    26.155,75
    -270,80 (-1,02%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.073,75
    +0,25 (+0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1452
    +0,0269 (+0,44%)
     

Air France-KLM vai ampliar oferta semanal de voos do Brasil para Europa

·3 minuto de leitura

O grupo vai ampliar para 18 voos semanais, a partir de 6 de julho O grupo Air France-KLM anunciou nesta quarta-feira a ampliação da oferta de voos do Brasil para a Europa, passando para 18 frequências semanais, a partir de 6 de julho, ante atuais 14 voos por semana. Balint Porneczi/Bloomberg A companhia oferecia desde abril 6 voos por semana do Brasil para Paris e Amsterdã, partindo dos aeroportos internacionais de Guarulhos (em São Paulo) e RIOGaleão (no Rio). Nesta semana, a oferta foi ampliada para 14 frequências por semana, nas mesmas rotas. Jean-Marc Pouchol, diretor-geral da Air France-KLM para América do Sul, disse em evento on-line que a companhia oferecia 45 voos por semana do Brasil para Paris e Amsterdã antes da pandemia de covid-19. Mas a oferta foi reduzida em função da forte queda na demanda causada pela pandemia e do fechamento de fronteiras. “Antes da pandemia, os nossos voos partindo de São Paulo para a Europa tinham uma taxa média de ocupação de 90%. Hoje a taxa é em torno de 50%. É baixo, mas em um contexto extraordinário é suficiente para manter uma presença forte no país, que é um mercado chave para a companhia”, afirmou Pouchol. O executo também disse que, desde 23 de março, a Air France-KLM realizou uma série de voos de repatriação entre o Brasil, Paris e Holanda, tendo já repatriado 30 mil pessoas. A companhia também manteve a oferta de 5 voos por semana partindo de Campinas (SP) para transporte exclusivo de cargas, além dos voos de passageiros. Recuperação em 2021 A Air France-KLM prevê uma recuperação gradual na demanda por voos entre o Brasil e a Europa. Até 2021, a companhia prevê chegar a 85% do número de voos que oferecia antes da pandemia. “A nossa oferta mundial de voos em junho equivale a 15% do nosso programa previsto antes da pandemia. Em abril, era 5%. Em julho, vamos aumentar para 35% da programa da Air France e, em agosto, para 40%”, afirmou Seth van Straten, diretor comercial da Air France-KLM para América do Sul. A Air France vai oferecer voos para 137 destinos na Europa e em outros continentes em julho. A KLM, por sua vez, vai oferecer 73 destinos no mundo a partir de julho. A KLM também terá em julho uma oferta equivalente a 35% da oferta antes da pandemia. Em agosto, esse índice sobe para 40%. “Hoje, nossa previsão global é começar 2021 com 85% do nível de atividade que tínhamos antes da pandemia. Mas ainda há pouca visibilidade sobre o que vai acontecer no médio prazo”, afirmou Pouchol. No Chile, a empresa também vai voltar a operar a partir de 6 de julho, com um voo por semana para a Europa. A companhia também trabalha para voltar a realizar um voo por semana de repatriação, partindo da Argentina. No Chile, a Air France-KLM fez voos para repatriação de 24,6 mil pessoas. Nos dias 13 e 16, a companhia fará mais dois voos de repatriação para o Chile. Na Argentina, a companhia fez a repatriação de 5,8 mil passageiros. Os voos comerciais nesses dois países estão suspensos desde março.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos