Mercado fechará em 3 h 7 min
  • BOVESPA

    101.240,90
    -18,85 (-0,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.341,76
    -365,96 (-0,95%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,58
    -1,27 (-3,19%)
     
  • OURO

    1.905,10
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    12.966,68
    -110,33 (-0,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,05
    -3,37 (-1,28%)
     
  • S&P500

    3.398,18
    -67,21 (-1,94%)
     
  • DOW JONES

    27.646,53
    -689,04 (-2,43%)
     
  • FTSE

    5.815,85
    -44,43 (-0,76%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,68 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.494,34
    -22,25 (-0,09%)
     
  • NASDAQ

    11.466,00
    -197,50 (-1,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6460
    -0,0179 (-0,27%)
     

AGU suspende promoção de 606 servidores ao topo da carreira

MATHEUS TEIXEIRA E BERNARDO CARAM
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Após repercussão negativa, a AGU (Advocacia-Geral da União) suspendeu a promoção de 606 integrantes do órgão ao topo da carreira. A AGU revogou a decisão de 18 de setembro que havia elevado 92% dos membros da Procuradoria-Geral Federal ao ponto mais alto da categoria, com salário mensal de R$ 27.303. A remuneração inicial é de R$ 21.014. Depois da divulgação da notícia do acréscimo salarial dos 606 servidores públicos em meio à Reforma Administrativa, a AGU justificou que as promoções são realizadas semestralmente e com base em dois critérios: antiguidade e merecimento. Agora, no entanto, o coordenador-geral de Pessoal da Advocacia-Geral da União, Watson Oliveira, determinou a suspensão devido aos “questionamentos suscitados com a publicação do referido ato”.