Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,23 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,34 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    50.697,43
    +2.827,27 (+5,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,20 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7780
    -0,0079 (-0,12%)
     

Agricultores indianos protestam com caravana de tratores antes de feriado local

Manoj Kumar
·2 minuto de leitura

Por Manoj Kumar

NOVA DÉLHI (Reuters) - Caravanas de tratores obstruíram uma importante rodovia no norte da Índia nesta segunda-feira, à medida que dezenas de milhares de produtores --em protesto contra reformas agrícolas locais-- chegam à capital Nova Délhi antes do Dia da República.

A polícia indiana disse estar preparada para lidar com as multidões.

A Índia comemora sua fundação como república na terça-feira, com um desfile militar no centro histórico da cidade, mas os agricultores, que exigem que os esforços de desregulamentação promovidos pelo governo do primeiro-ministro Narendra Modi sejam revertidos, planejam sua própria demonstração pacífica de força.

A polícia de Nova Délhi afirmou que os manifestantes foram instruídos a utilizar três rotas principais para a caravana de tratores, cuja realização foi definida após seis dias de negociações envolvendo líderes agrícolas.

No entanto, há preocupações de que "pessoas antinacionais" possam tentar causar problemas durante o protesto, disse a jornalistas o comissário da polícia de Nova Délhi, S. N. Shrivastava.

"Estamos cientes de tudo isso e tomaremos qualquer ação necessária", afirmou Shrivastava. "Tenho confiança de que tudo vai ocorrer pacificamente."

Na Rodovia Nacional 44, alto-falantes tocavam canções antigoverno enquanto a longa marcha de veículos avançava, abastecida por dezenas de cozinhas comunitárias que distribuem refeições e bebidas quentes em meio ao frio do inverno local.

"Vamos dar a Modi uma lição da qual ele nunca vai se esquecer", disse um dos manifestantes, proveniente do distrito de Ludhiana, em Punjab, que dirigia seu próprio trator. O agricultor de 35 anos, que cultiva 4 hectares, pediu para não ser identificado.

Os agricultores, advindos especialmente dos Estados de Punjab e Haryana, bloquearam acessos a Nova Délhi por cerca de dois meses em protesto contra três novas leis agrícolas do país --que, segundo eles, prejudicarão seus meios de subsistência e ajudarão grandes empresas.

Os sindicatos de agricultores pressionam pela revogação das leis, tendo rejeitado uma proposta do governo para suspender as medidas. O governo indiano afirma que as reformas vão introduzir medidas muito necessárias para o aumento da renda dos produtores.

(Reportagem adicional de Rajendra Jadav, em Mumbai, e Saurabh Sharma, em Lucknow)