Mercado abrirá em 2 hs
  • BOVESPA

    110.249,73
    +1.405,98 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.828,13
    +270,48 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,62
    +1,13 (+1,60%)
     
  • OURO

    1.775,00
    -3,20 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    42.146,59
    -1.309,66 (-3,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.050,33
    -13,52 (-1,27%)
     
  • S&P500

    4.354,19
    -3,54 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.919,84
    -50,63 (-0,15%)
     
  • FTSE

    7.062,51
    +81,53 (+1,17%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.076,75
    +52,75 (+0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1807
    +0,0016 (+0,03%)
     

Agora é possível comprar Tesla com Dogecoin

·2 minuto de leitura
Símbolos da Dogecoin e Tesla
Símbolos da Dogecoin e Tesla

Uma empresa listada em bolsa de valores resolveu aceitar a criptomoeda Dogecoin (DOGE) na venda de veículos usados da Tesla. Essa iniciativa é pioneira entre empresas de capital aberto, que ainda não haviam visto a moeda meme como uma alternativa.

A popularidade de Dogecoin acabou ficando alta nos últimos meses, com o CEO da Tesla, Elon Musk, falando dela com frequência para seus quase 60 milhões de seguidores no Twitter.

Com esse impulso gigantesco, de um dos homens mais ricos do mundo, a criptomoeda bateu recordes consecutivos no mercado, alcançando a cotação máxima de US$ 0,73 por unidade em corretoras. Hoje, mesmo com seu preço em US$ 0,32, 55% abaixo da alta histórica, a moeda continua chamando atenção.

Além de Elon Musk, agora o bilionário Mark Cuban também se diz um fã da Dogecoin, apesar de ter apenas US$ 494,00 (cerca de R$ 2.500,00) investidos na moeda.

Companhia aberta, Bots Inc agora vende Tesla usados por Dogecoin

A Tesla chegou a considerar aceitar a Dogecoin como meio de pagamento e até implementar um recurso dessa criptomoeda, segundo Elon Musk, mas isso acabou não acontecendo ainda.

Mesmo assim, uma empresa acabou vendo uma oportunidade passar na frente e fazer este anúncio no mercado, sendo a Bots, Inc. (OTC: BTZI) a mais nova empresa a aceitar Dogecoin como meio de pagamento, para a compra de carros Tesla usados.

“A BTZI se tornou uma das primeiras empresas de capital aberto a aceitar o Dogecoin como forma de pagamento por seus produtos e serviços.”

Em seu comunicado de imprensa, a companhia deixou claro que analisou aceitar criptomoedas como meio de pagamento.

Uma das moedas analisadas foi o Bitcoin, que também já foi aceito pela Tesla como meio de pagamento nos últimos meses. Contudo, como a empresa sob comando de Musk parou de aceitar o BTC por preocupações com o meio ambiente, a Bots desconsiderou aceitar essa moeda também.

Os gerentes da empresa afirmaram que concordam com Mark Cuban e Elon Musk sobre a Dogecoin ser um melhor meio de pagamento, mesmo entendendo que seu preço é mais volátil e perigoso que o Bitcoin no mercado.

“Os gerentes da BOTS Inc concordam com Elon Musk e Mark Cuban e decidiram oferecer esses serviços de conta de comerciante cripto para permitir que os entusiastas do TESLA EV comprem os carros usados ​​com Dogecoin e outras criptomoedas e, posteriormente, ofereçam serviços de aceitação de criptomoedas para outros fabricantes de automóveis e concessionárias.”

Não foram informados quais outras criptomoedas serão aceitas pela empresa durante essa implementação.

Segundo a Bots, o setor automobilístico de carros usados está aquecido após a falta de peças e componentes no mercado, principalmente de chips. Ou seja, está complicado para montadoras criar carros novos para seus clientes.

Assim, a oportunidade para que concessionárias e fabricantes de automóveis negociem seus usados com mais clientes, aceitando criptomoedas, é promissora.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos