Mercado abrirá em 5 h 55 min
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    0 (0)
     
  • OURO

    1.841,10
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    36.077,16
    +900,95 (+2,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    823,79
    +13,18 (+1,63%)
     
  • S&P500

    4.410,13
    +12,19 (+0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.364,50
    +99,10 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,25 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,64 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.308,00
    -193,00 (-1,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0226 (+0,37%)
     

Agile coach? Customer success? Veja 14 novas profissões das startups

·3 min de leitura

UX writer, agile coach, customer success. Se você acha que inventamos essas palavras, tente de novo: estas são profissões bem disputadas do universo de startups. O ecossistema nos últimos anos criou novas demandas de mercado e com elas a necessidade de inventar ou reinventar cargos dentro da empresa.

Segundo reportagem do jornal A Gazeta, muitas dessas profissões têm uma relação direta com a recente explosão de startups no Brasil. Já outras surgiram na carona da transformação digital promovida em todas as empresas, mesmo as mais tradicionais.

Por exemplo, o profissional de interface de usuário (UI) cuidava da interface gráfica, mas a profissão evoluiu para UX, responsável pela comunicação com o usuário. Outro termo parecido é o CX, que olha para a experiência do clientetodo. Outras profissões que surgiram são o voice experience, que trabalha especificamente nas interações com assistentes virtuais; walker talker, que ajuda pessoas idosas a usarem tecnologia; e product designer, voltada para o desenvolvimento de produtos.

Desenvolvedor de aplicativos é uma das novas profissões em alta (Imagem: Nubelson Fernandes/Unsplash)
Desenvolvedor de aplicativos é uma das novas profissões em alta (Imagem: Nubelson Fernandes/Unsplash)

Veja a lista completa de 14 novas profissões em alta descritas pela reportagem e que cresceram principalmente entre as startups. Algumas delas se parecem entre si, o que é normal, pois o tipo de profissional desejado depende muito do tamanho e da organização interna de cada companhia.

  • Startup hunter: Profissional focado na descoberta de novas startups e que geralmente atua em aceleradoras ou fundos de investimento;

  • UX writer: trabalha com a relação com o cliente por meio de um roteiro; normalmente trabalha nos textos usados em aplicativos e assistentes virtuais. É uma atribuição ocupada geralmente por jornalistas, publicitários ou psicólogos;

  • Startup scanner ou investigador: profissional que levanta o perfil da startup baseado em dados de seus gestores;

  • Curador de startup: analisa quais as melhores empresas a serem investidas e a maturidade da startup em relação ao mercado;

  • SEO: organiza estratégias e ações para colocar a startup em destaque na internet via otimização de termos para motores de busca como o Google;

  • Data scientist: lida com o grande volume de informações sobre clientes, funcionários e empresas parceiras, para ajudar na inteligência do negócio;

  • API: trabalha com a integração entre diferentes plataformas usadas pela startup;

  • Arquiteto cloud: responsável pela infraestrutura de nuvem oferecida aos clientes;

  • Redes públicas: programa a atuação dos apps da empresa em plataformas públicas em nuvem como Amazon AWS, Google Cloud e Microsoft Azure, entre outras;

  • Cyber AI ou especialista em inteligência artificial: responsável pela tecnologia de aprendizado de máquina e algoritmos dos sistemas da empresa;

  • Agile coach ou delivery coach: capaz de orientar times técnicos que trabalham com metodologias ágeis, com ciclos curtos de desenvolvimento de produtos e serviços;

  • Customer success: analisa a experiência do cliente sobre como usar o software, produto ou serviço adquirido, além de pensar em formas para melhorar essa experiência;

  • Desenvolvedor de aplicativo: cria ou aperfeiçoa apps para aparelhos móveis, definindo a arquitetura do programa, a linguagem, as etapas de criação e a navegação do cliente;

  • Product designer: desenvolve a criação de um produto físico ou digital com o objetivo de resolver os problemas do cliente, utilizando diferentes metodologias, abordagens e técnicas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos