Mercado abrirá em 7 h 56 min
  • BOVESPA

    101.016,96
    -242,79 (-0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.245,86
    -461,86 (-1,19%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,74
    +0,18 (+0,47%)
     
  • OURO

    1.910,10
    +4,40 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    13.093,71
    -15,07 (-0,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,95
    -2,47 (-0,94%)
     
  • S&P500

    3.400,97
    -64,42 (-1,86%)
     
  • DOW JONES

    27.685,38
    -650,19 (-2,29%)
     
  • FTSE

    5.792,01
    -68,27 (-1,16%)
     
  • HANG SENG

    24.624,34
    -294,44 (-1,18%)
     
  • NIKKEI

    23.403,01
    -91,33 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    11.500,00
    +7,75 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6461
    +0,0056 (+0,08%)
     

Agentes privados serão responsáveis por transformação do open banking, diz diretor do BC

Estevão Taiar
·2 minutos de leitura

Para Otávio Damaso, autoridade monetária atuará apenas como reguladora Beto Nociti/BC Os agentes privados serão os responsáveis por fazer a "transformação" do open banking, afirmou nesta terça-feira o diretor de regulação do Banco Central (BC), Otávio Damaso. Segundo ele, a autoridade monetária atuará apenas como reguladora, cabendo às instituições financeiras e fintechs, por exemplo, oferecer novos produtos e serviços. "Estamos rompendo com a barreira da assimetria da informação", afirmou, em 'webinar' do Uqbar Day. "Temos muita confiança que essa é a plataforma que vai transformar o sistema financeiro", completou, destacando que o open banking brasileiro já corresponde à segunda fase do open banking em funcionamento na Inglaterra. Para Damaso, a implantação do sistema permitirá "que produtos e serviços financeiros passem a ser cada vez mais customizados". "Ela (instituição financeira ou fintech) vai ter informação detalhada do que eu consumo e preciso", afirmou. O diretor do BC também chamou a atenção para a agenda de competição dentro do sistema financeiro que a autoridade monetária vem implantando nos últimos anos. Ele citou como exemplo o mercado de meio de pagamentos, que "se tornou extremamente competitivo". Damaso admitiu, no entanto, que "existe uma quantidade imensa de cidadãos brasileiros que ainda não foram incluídos financeiramente, nem no básico". O cronograma do open banking prevê que o sistema estará em funcionamento pleno a partir de outubro do ano que vem. Recebíveis Damaso reforçou também que as novas regras para a interoperabilidade entre as câmaras registradoras de recebíveis de cartões entrarão em vigor no prazo estabelecido. O cronograma do BC prevê que as regras passem a funcionar em 3 de novembro. Matéria publicada pelo Valor em agosto mostrava que o setor financeiro considerava o prazo difícil de ser cumprido. As mudanças estabelecem que as credenciadoras registrarão os recebíveis de forma gratuita. Já as registradoras serão remuneradas por meio da consulta aos recebíveis e pelo gravame, que serão pagos pela instituição que estiver oferecendo crédito.