Mercado fechado

Agenda do Dia: Oi; Riachuelo; Banco Inter; Locaweb; Caixa; Suzano; Totvs

Juliano Passaro
Agenda do Dia: Oi; Riachuelo; Banco Inter; Locaweb; Caixa; Suzano; Totvs

Os assuntos da Agenda do Dia desta quinta-feira (13) prometem mexer com o mercado interno e o externo.

O presidente da América Móvil, dona da Claro, afirmou que tem interesse nos ativos da Oi. A Riachuelo realizou um acordo de licença para operar a marca Carter's dos Estados Unidos.

A Agenda do Dia conta também com a notícia sobre a Caixa, que diminuiu o sindicato de bancos que coordenarão o IPO da Caixa Seguridade.

Confira os principais pontos da Agenda do Dia:

Oi

O presidente da dona da Claro Brasil, Daniel Hajj, afirmou na última quarta-feira (12) que sua empresa está disposta a estudar ativos que a Oi (OIBR3) possa colocar a venda. Hajj citou, principalmente, o setor de rede móvel.

“Estamos abertos para analisar os ativos da Oi. Isso envolve análise de dados e claro estamos interessados em checar e estar no processo de venda dos ativos. Esses ativos são os de rede móvel ou os assinantes da rede móvel”, afirmou Hajj durante uma teleconferência com analistas.

Após a declaração, as ações da Oi fecharam o pregão cotadas a R$ 1, com variação positiva de 6,38%.

Riachuelo

A Riachuelo (GUAR3) assinou um contrato de licença para operar a marca Carter's dos Estados Unidos. De acordo com a dona da loja, a Guararapes, a empresa poderá operar a marca de produtos para bebês, no Brasil, por um período de dez anos, inicialmente.

A Riachuelo já tinha uma parceria com a Carter's desde 2015. Entretanto, o contrato só permitia que a lojas vendesse produtos da marca em suas lojas.

Agora, de acordo com o comunicado divulgado pela Guararapes, “esta frente contará com o desenvolvimento de uma cadeia de lojas Carter’s com o comando do e-commerce da marca no país”.

Banco Inter

O Banco Inter (BIDI3; BIDI4) divulgou, após o fechamento do mercado, na quarta-feira (12), os resultados do quarto trimestre de 2019 e de todo o ano passado. O lucro líquido cresceu 16,8% em 2019, em relação ao ano anterior, totalizando R$ 81,6 milhões.

O Banco Inter informou que superou a marca de 4 milhões de contas digitais abertas, com um crescimento de 180% em 2019. Só em dezembro do ano passado houve um crescimento de mais de 13 mil novas contas por dia útil.

Veja também: Petrobras diz que greve dos petroleiros não causará impactos na produção

De acordo com a instituição financeira, a "evolução do lucro líquido é resultado do crescimento da base de clientes e dos esforços do Banco Inter em diversificar os produtos e serviços a eles oferecidos".

As receitas totais chegaram a R$ 1,0 bilhão em 2019, um crescimento de 39,8% em relação ao ano anterior. No quatro trimestre do ano o crescimento foi de 52,1%, chegando a R$ 322,9 milhões.

Locaweb

Um comunicado da Locaweb, divulgado na última quarta-feira (12), informou que a GIC Private Limited, que pertence ao governo de Cingapura, agora detém 5,32% das ações da Locaweb (LWSA3).

Segundo o documento, o GIC passou a ter 6,651 milhões de ações. “O GIC informou ainda que tal participação não objetiva alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da companhia”, informa o documento.

Caixa

A Caixa diminuiu o sindicato de bancos que coordenarão o IPO de sua controlada, Caixa Seguridade. Os bancos que não estão mais na operação são: BTG Pactual, Santander, Plural e Bradesco.

Assim, a Caixa também diminuiu em aproximadamente 25% a comissão que será paga aos assessores. As informações foram veiculadas pelo jornal "Valor Econômico". Parte de executivos responsáveis pelos tramites do IPO do setor de seguridade da Caixa optou por tirar alguns bancos da coordenação por julgar que a quantidade de instituições não estava se mostrando eficaz.

“Em grupos com muitas instituições, as informações podem ficar truncadas, dá confusão”, afirmou uma fonte próxima ao assunto.

Suzano

A Suzano (SUZB3) divulgou, na noite da última quarta-feira (12), seu balanço de resultados do quarto trimestre de 2019. No período, a empresa registrou lucro líquido de R$1,17 bilhão, com queda de 61% na comparação anual.

Totvs

A Totvs (TOTS3), após o fechamento do mercado na última quarta-feira (12), também divulgou seu resultado do último trimestre de 2019. O lucro líquido ajustado foi de R$ 71,3 milhões, crescimento de 107% em comparação ao mesmo período de 2018.

A Agenda do Dia da Suno mostra os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.