Mercado fechado

Agenda do Dia: Oi; Mitre; Petrobras; Petrorio; BR Malls; Alphabet

Juliano Passaro
Agenda do Dia: Oi; Mitre; Petrobras; Petrorio; BR Malls; Alphabet

Os assuntos da Agenda do Dia desta terça-feira (4) prometem mexer com o mercado interno e o externo.

A Oi quer atrair investidores para agilizar o seu processo de expansão de fibra ótica. O BR Malls adquiriu participação adicional no Shopping Villa-Lobos por R$ 48,3 milhões.

A Agenda do Dia conta também com a notícia sobre a Mitre, que informou que levantou R$ 1,18 bilhão em sua oferta pública inicial (IPO) de ações.

Confira os principais pontos da Agenda do Dia:

Oi

De acordo com informações do jornal "Valor Econômico", a Oi (OIBR3) está próxima de contratar a gestora Lazard de ativos e consultoria financeira. O objetivo é utilizá-la para o projeto de expansão de fibra óptica da companhia de telecomunicações.

Segundo fontes próximas a negociação, a Lazard teria como missão estruturar o modelo de investimento para agilizar a implementação da fibra. “A Oi quer ter o maior número de alternativas possível, incluindo investidores qualificados e de peso, como opção de aceleração e crescimento”, afirmou a fonte.

Veja também: Itaú Asset Management estreia ETF de Small Caps (SMAC11)

A expansão de fibra ótica da Oi é o principal objetivo dos investimentos da empresa que foram colocados no plano estratégico divulgado em 2019.

Mitre

A construtura Mitre informou, na última segunda-feira (3), que levantou R$ 1,18 bilhão em sua oferta pública inicial (IPO) de ações. Dessa forma, a empresa confirma a precificação da ação na máxima da faixa indicativa prevista, de R$ 19,30.

Além de realizar uma oferta primária, a Mitre também ofertará ao mercado ações secundárias, papéis detidos por Fabrício Mitre e Jorge Mitre, integrantes da família fundadora. Portanto, apenas parte do valor captado na abertura de capital irá para o caixa da empresa.

Petrobras

A Petrobras (PETR3) e a Chevron colocaram o campo de Papa-Terra, localizado na Bacia de Campos, à venda. O campo opera desde 2013 e produziu cerca de 17,3 mil barris de óleo equivalente (BOE) de petróleo e gás somente no ano passado.

A petroleira estatal possui 62,5% de participação no campo de Papa-Terra e anunciou na manhã da última segunda-feira (3) que deu início ao processo de venda do ativo.

“Essa operação está alinhada à otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor para os seus acionistas”, comunicou a Petrobras.

A Chevron também fez o comunicado sobre a venda de sua parte de 37,5% em Papa-Terra. De acordo com a petroleira, a ação tomada vem de encontro aos esforços contínuos da empresa para administrar seu portfólio global.

Petrorio

A Petrorio (PRIO3) comunicou ao mercado que realizou a aquisição de 80% do Campo de Tubarão Martelo. Além disso, também informou a compra da embarcação OSX-3 por R$ 140 milhões.

Segundo as informações divulgadas pela empresa, as aquisições permitem a integração entres os campos de Polvo e TBMT, que ficam na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro. Juntos, os custos operacionais de ambos os polos passam de US$ 200 milhões por ano.

BR Malls

A BR Malls (BRML3) anunciou na última segunda-feira (3) a aquisição de 5% adicionais da área bruta locável do Shopping Villa-Lobos, localizado na Zona Oeste de São Paulo. O valor da operação foi de R$ 48,3 milhões. Com a compra, a participação da companhia no shopping é agora de 63,4%.

“A transação faz parte da estratégia de fortalecimento do nosso portfólio, que tem como objetivo o aumento da exposição em ativos ‘core’ [centrais], shoppings de maior porte, em cidades grandes e onde possamos ter gestão ativa”, informa parte do comunicado.

Alphabet

A Alphabet, controladora do Google, registrou lucro líquido de US$ 10,67 bilhões (US$ 15,35 por ação) no quarto trimestre de 2019. O montante indica alta de 19,2% em comparação ao mesmo período de 2018. O balanço de resultados foi divulgado na última segunda-feira (3) pela companhia norte-americana.

O resultado está acima da previsão dos analistas consultados pela "FactSet" que esperavam um lucro de US$ 12,49 por ação. A receita da Alphabet também registrou alta de 17% na comparação, para US$ 46,075 bilhões. No entanto, neste caso os analistas esperavam um valor superior de US$ 46,94 bilhões.

A Agenda do Dia da Suno mostra os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.