Mercado abrirá em 2 h 49 min

#Verificamos: É montagem foto que mostra casal investigado com selo de apoio a Haddad

Ana Flávia Menezes Gonçalves e sua companheira, Carina Ramos. (Foto: Reprodução/Facebook)
(Foto: Reprodução)

por Maurício Moraes

Circula pelas redes sociais uma foto que mostra as suspeitas de assassinato Ana Flávia Menezes Gonçalves e sua companheira, Carina Ramos, no que parece ser a praça de alimentação de um shopping center. A imagem traz um selo de apoio ao candidato do PT à Presidência em 2018, Fernando Haddad, e a sua vice, Manuela D’Ávila. As duas mulheres, que tiveram a prisão temporária decretada, estão sendo investigadas pela Polícia Civil de São Paulo por possível envolvimento na morte dos pais de Gonçalves – Romuyuki e Flaviana – e do irmão, Juan Victor. Os corpos deles foram encontrados no porta-malas de um carro incendiado em uma estrada de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, na madrugada de 28 de janeiro. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

(Foto: Reprodução)

“Presidente Haddad é Lula 13, vice Manuela [selo em foto que mostra Ana Flávia Menezes Gonçalves e sua companheira, Carina Ramos, investigadas por assassinato]”

Texto em foto de post no Facebook que, até as 15h de 3 de fevereiro de 2020, tinha 153 compartilhamentos

FALSO

A foto analisada pela Lupa é uma montagem. O selo de apoio ao então candidato do PT em 2018, Fernando Haddad, foi sobreposto digitalmente a uma imagem compartilhada por Ana Flávia Gonçalves em seu perfil pessoal no Facebook no dia 22 de julho de 2018. Ela utilizou essa imagem como foto de perfil, mas sem o selo de apoio ao petista.

Lupa examinou os perfis de Ana Flávia Gonçalves e Carina Ramos no Facebook e não encontrou nenhuma foto em defesa de Haddad ou de qualquer outro político. Além disso, nenhuma das duas defendeu publicamente, por meio de textos em suas contas na rede social, algum candidato das eleições de 2018. 

Boa parte das postagens abertas de Gonçalves vêm de jogos virtuais que mostram um resultado após um teste, como traços da personalidade, links para notícias ou fotos pessoais. Já Ramos costumava incluir apenas imagens em posts públicos. Nenhuma das duas também curtiu qualquer página de apoio a um político ou partido.

Foi encontrada ainda uma conta de Gonçalves no Instagram, mas não foi feita nenhuma publicação. Na lista de 407 perfis seguidos por ela estão principalmente contas ligadas a design e arquitetura, sites de notícias e empresas. O único político acompanhado por Gonçalves nessa plataforma é o deputado estadual e coronel da Polícia Militar (PM) de São Paulo Adriano Telhada (PP). Ela também segue os posts da própria PM-SP e de apoiadores da corporação e de sua divisão de elite, a Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) – @_pmesp@semprerota e @rotaadm

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.