Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.927,79
    +1.398,29 (+1,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.744,92
    -185,48 (-0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,27
    +2,15 (+2,62%)
     
  • OURO

    1.817,30
    -4,10 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    43.093,21
    -219,07 (-0,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.037,76
    +12,03 (+1,17%)
     
  • S&P500

    4.662,85
    +3,82 (+0,08%)
     
  • DOW JONES

    35.911,81
    -201,79 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.542,95
    -20,90 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    24.383,32
    -46,45 (-0,19%)
     
  • NIKKEI

    28.124,28
    -364,82 (-1,28%)
     
  • NASDAQ

    15.616,75
    +126,50 (+0,82%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3174
    -0,0154 (-0,24%)
     

AGE da BRF; Novo modelo para venda do Santos Dumont: Radar SA

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- Logo no início da semana, a BRF reúne os acionistas para definir aumento de capital por meio de oferta de ações que pode levantar quase R$ 8 bilhões. Também estão previstos o início dos trabalhos do grupo criado para aprimorar o modelo de concessão do aeroporto Santos Dumont e uma nova reunião do TCU, que pode retomar a discussão sobre a capitalização da Eletrobras.

Most Read from Bloomberg

A semana

  • 17/janeiro: BRF irá propor em assembleia um aumento de capital por meio de oferta primária de até 325 mi novas ações -- o que representaria uma captação de R$ 7,8 billhões pelo fechamento de ontem

  • 18/janeiro: Nada previsto até o momento

  • 19/janeiro: Sessão do TCU que pode retomar discussão sobre processo de capitalização da Eletrobras, depois do pedido de vistas em dezembro

  • 19/dezembro: Grupo de trabalho criado pelo ministério da Infraestrutura e o governo do Estado do Rio de Janeiro inicia os trabalhos para aprimorar o modelo de concessão do Aeroporto Santos Dumont (RJ). Grupo tem 30 dias para apresentar novo modelo

  • 20/janeiro: Nada previsto até o momento

  • 21/janeiro: Nada previsto até o momento

Avalia follow-on

A Dotz estuda fazer uma oferta subsequente de ações para ampliar a liquidez dos papéis, disse a Reuters citando o presidente da companhia, Roberto Chade. A ação da Dotz foi fixada em R$ 13,20 no IPO, mas era negociada a R$ 3,08 em 12 de janeiro.

Alvo de aquisições

Pelo menos 4 empresas de energia renovável à venda no país atraem o interesse de grupos nacionais e internacionais, disse o Valor citando fontes que falaram no anonimato. Dois desses ativos, a Ibitu Energia e a Rio Energy, são avaliados em R$ 12 bilhões. Há também ativos da Renova Energia e da EDP Renováveis à venda, segundo a reportagem.

Quem leva?

O Citigroup colocou à venda seu banco de varejo no México, o Citibanamex, o que deu início à roda de apostas para saber quem vai levar. Banco Azteca, Inbursa e Itaú Unibanco foram citados por analistas do Morgan Stanley em relatório. O Itaú não teria planos de fazer uma oferta, segundo pessoas ouvidas pela Bloomberg. Um dia depois, o banco brasileiro anunciou a compra do controle da corretora Ideal Holding por R$ 650 milhões, com opção de adquirir 100% do capital em 5 anos.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos