Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.562,82
    -30,38 (-0,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Agência Espacial Europeia prepara testes da nave reutilizável Space Rider

A Agência Espacial Europeia (ESA) vem avançando no desenvolvimento da Space Rider, uma nave reutilizável voltada para o transporte orbital e projetos de pesquisa na microgravidade. As equipes da ESA estão trabalhando para testar uma versão menor da nave no ano que vem para, depois, usar um modelo em tamanho real em testes. O voo inaugural da Space Rider deve ocorrer somente no fim de 2024.

Em um comunicado divulgado nesta terça-feira (15), a ESA afirma que as equipes de engenharia finalizaram recentemente a análise crítica do projeto, e devem consolidar o design da Space Rider no início de 2023. Além disso, eles estão trabalhando na seleção das cargas úteis que devem ir a bordo da nave em seu primeiro voo.

Quando estiver finalizada, a Space Rider será uma nave com tamanho de duas minivans. Ela foi projetada para pousar com precisão de 150 m com a ajuda de paraquedas direcionáveis, que serão testados pelas equipes de desenvolvimento ao longo dos próximos meses. Futuramente, os lançamentos dela serão realizados pelo foguete Vega-C, lançado pela primeira vez neste ano.

A expectativa é que a Space Rider transporte cargas úteis variadas com diferentes inclinações orbitais e altitude, dando apoio a estudos e desenvolvimento de tecnologias para materiais, medicamentos, observações da Terra e mais. Por isso, ela é uma grande aposta da agência europeia para pesquisas na órbita baixa da Terra e microgravidade. Após pousar, ela passará por manutenção para ser reutilizada.

Segundo a ESA, a nave poderá ser usada em pelo menos cinco voos de até dois meses de duração. “O acesso ao espaço também significa retornar para a Terra”, disse Daniel Neuenschwander, diretor de transportes espaciais na agência. “A Space Rider será um pilar importante das capacidades robustas e independentes da Europa em órbita, e sua reusabilidade vai nos oferecer acesso economicamente viável a voos frequentes”, finalizou.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: