Mercado fechará em 2 h 42 min

Aeroporto de LaGuardia, em NY, inaugura novo terminal em plena pandemia

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, inaugura um novo terminal no aeroporto nova-iorquino de LaGuardia, em 10 de junho de 2020

Nova York inaugurou nesta quarta-feira (10) um novo terminal de quatro andares do aeroporto de LaGuardia, uma nova etapa em sua reforma total, de 8 bilhões de dólares, em meio à enorme crise do transporte aéreo, devido à pandemia do novo coronavírus.

"Precisamos de aeroportos? Sim, precisamos de aeroportos", disse o governador Andrew Cuomo durante a inauguração do terminal B do aeroporto do Queens, que abrirá ao público no sábado.

"Os aviões vão voar, os carros vão circular, os trens também. A vida continua depois da COVID-19", acrescentou Cuomo, que defende a realização de grandes obras de infraestrutura ante a pior recessão nos Estados Unidos desde a Grande Depressão de 1929.

"Não há dúvidas de que as viagens aéreas vão voltar, a pergunta não é 'se', mas 'quando'", declarou Rick Cotton, diretor-executivo da Autoridade Portuária, que administra os aeroportos da região de Nova York.

O novo terminal terá protocolos de limpeza atualizados devido ao vírus, dispensadores com desinfetantes e acessos digitais, detalhou. O uso de máscaras será obrigatório.

A modernização do antigo aeroporto, um projeto emblemático de Cuomo, começou em 2015 e deveria ter terminado um ano e meio depois.

"Precisávamos ver luz no fim do túnel (...), precisávamos ver Nova York de pé, brilhando, precisávamos lembrar que este é um lugar formidável", disse Cuomo.

A cidade de Nova York, epicentro da pandemia do novo coronavírus nos Estados Unidos, teve mais de 21.000 mortos pela doença desde março.

O aeroporto de LaGuardia recebe em sua maioria voos domésticos. Em 2018, teve um tráfego de 30 milhões de passageiros com 372.000 voos.