Mercado fechará em 1 h 1 min
  • BOVESPA

    121.139,08
    +1.218,47 (+1,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.266,54
    +331,63 (+0,68%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,76
    +0,05 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.831,50
    +15,80 (+0,87%)
     
  • BTC-USD

    57.876,49
    +2.045,48 (+3,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.495,48
    +59,69 (+4,16%)
     
  • S&P500

    4.231,60
    +29,98 (+0,71%)
     
  • DOW JONES

    34.756,67
    +208,14 (+0,60%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.701,50
    +103,75 (+0,76%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3602
    -0,0064 (-0,10%)
     

Aegea e Iguá arrematam os dois primeiros blocos de leilão da Cedae

NICOLA PAMPLONA
·2 minuto de leitura

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Nesta sexta-feira (30), o governo do Rio leiloa quatro contratos de concessão de serviços de água e esgoto na área atendida hoje pela Cedae (Companhia Estadual de Água e Esgoto).

Considerado pelo governo o maior projeto de infraestrutura do país, o leilão da Cedae prevê investimentos de R$ 30 bilhões na universalização dos serviços de água e esgoto em 35 municípios, com uma população de 13 milhões de habitantes.

BLOCO 1

O consórcio liderado pela Aegea Saneamento venceu o primeiro bloco licitado no leilão de concessões de saneamento no Rio de Janeiro nesta sexta (30).

O grupo vai pagar R$ 8,2 bilhões, ágio de 103,13%, para prestar os serviços em 18 municípios do estado e na zona sul da capital.

O bloco foi disputado por quatro consórcios. Entre as propostas fechadas em envelope, a Iguá apresentou o maior valor, de R$ 7,4 bilhões, mas a Aegea acabou batendo a concorrente em disputa em viva-voz.

A concessão atende uma população de 2,8 milhões de pessoas e prevê investimentos de R$ 8,3 bilhões na universalização dos serviços.

Como as propostas iniciais ficaram com diferença inferior a 20%, a disputa foi para viva-voz com a participação de Iguá, Consórcio Redentor e Aegea.

BLOCO 2

A Iguá Saneamento venceu o segundo bloco. O grupo vai pagar R$ 7,286 bilhões, ágio de 129,68% sobre o preço mínimo, pelo contrato de prestação de serviços em dois municípios do estado e na região da Barra e Jacarepaguá, na zona oeste da capital.

Vencedora do primeiro bloco, com bônus de R$ 8,4 bilhões, a Aegea decidiu retirar sua proposta nessa disputa, que teve três concorrentes.

A concessão do segundo bloco atende uma população de 1,2 milhão de pessoas e prevê investimentos de R$ 2,8 bilhões na universalização dos serviços.

BLOCO 3

Não houve propostas para o bloco 3, que compreende a zona oeste do Rio e outros seis municípios. A Aegea havia sido a única empresa a se credenciar para a disputa, mas retirou sua proposta após arrematar dois blocos.

BLOCO 4

O bloco 4, maior entre os quatro blocos de concessão de saneamento licitados pelo Rio de Janeiro nesta sexta foi arrematado pela Aegea, com bônus de R$ 7,2 bilhões, ágio de 187,73% em relação ao preço mínimo.

O bloco compreende a prestação dos serviços a sete milhões de pessoas em oito municípios da região metropolitana do Rio e no centro e zona norte da capital. O contrato prevê investimentos de R$ 16 bilhões."

A disputa chegou a ser ameaçada por decreto legislativo aprovado nesta quinta (29) pela Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), mas o governo estadual defende que não pode interromper o processo porque a concessão é dos municípios . Nesta sexta, uma liminar suspendeu o decreto.