Mercado abrirá em 4 h 4 min
  • BOVESPA

    95.368,76
    -4.236,78 (-4,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.393,71
    -607,60 (-1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    37,21
    -0,18 (-0,48%)
     
  • OURO

    1.881,80
    +2,60 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    13.158,06
    -83,90 (-0,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,60
    -12,09 (-4,43%)
     
  • S&P500

    3.271,03
    -119,65 (-3,53%)
     
  • DOW JONES

    26.519,95
    -943,24 (-3,43%)
     
  • FTSE

    5.582,80
    -146,19 (-2,55%)
     
  • HANG SENG

    24.584,39
    -124,41 (-0,50%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.221,25
    +88,50 (+0,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7368
    +0,0024 (+0,04%)
     

Advogado de Michelle Bolsonaro consegue aprovar incentivos de R$ 13 mi para clube presidido por ele

Redação Notícias
·3 minutos de leitura
BRASILIA, BRAZIL - AUGUST 28: President of Brazil Jair Bolsonaro and First Lady Michelle Bolsonaro react during celebration of National Volunteer Day amidst the coronavirus (COVID-19) pandemic at the Planalto Palace on August 28, 2020 in Brasilia. Brazil has over 3.761,000 confirmed positive cases of Coronavirus and has over 118,649 deaths. (Photo by Andressa Anholete/Getty Images)
BRASILIA, BRAZIL - AUGUST 28: President of Brazil Jair Bolsonaro and First Lady Michelle Bolsonaro react during celebration of National Volunteer Day amidst the coronavirus (COVID-19) pandemic at the Planalto Palace on August 28, 2020 in Brasilia. Brazil has over 3.761,000 confirmed positive cases of Coronavirus and has over 118,649 deaths. (Photo by Andressa Anholete/Getty Images)

O advogado que defende a primeira-dama Michelle Bolsonaro, Daniel Bialski, conseguiu aprovar projetos para o clube do qual é presidente, a Hebraica paulistana, que somam R$ 13 milhões em recursos públicos incentivados. A informação foi revelada pelo jornalista do UOL Demétrio Vecchioli.

Entre os projetos aprovados, está a captação de R$ 11 milhões para a construção de um campo de futebol para os associados do clube, além de mais dois projetos no valor total de R$ 2 milhões.

Leia também

O clube da comunidade judaica de São Paulo causou polêmica, no fim de semana passado, ao postar vídeos de Michelle e do presidente Jair Bolsonaro sobre o Dia do Perdão. Governo e clube negam que haja conflito de interesses e defendem a legalidade do processo.

Bialski representa Michelle na investigação solicitada pela primeira-dama junto à Polícia Civil de São Paulo por supostas “ofensas e piadas infames em redes sociais”, que teriam colocado “em xeque sua fidelidade, integridade, correção e decoro”.

Ele já defendeu também traficantes e policiais condenados por corrupção.

Desde 2017, Bialski é presidente da Hebraica, clube localizado no bairro Pinheiros, em São Paulo.

Os primeiros projetos esportivos aprovados, durante sua gestão, pelo governo federal para o clube aconteceram após a divulgação de que ele trabalhava para a primeira-dama.

A Comissão Técnica da Lei de Incentivo ao Esporte (LIE) aprovou, em agosto, que a Hebraica capte R$ 11,3 milhões no projeto “Campo de Futebol Hebraica”. O clube havia pedido R$ 21 milhões.

Diego Ferreira Tonietti, relator do projeto, é chefe de gabinete e braço-direito do secretário Especial do Esporte, Marcelo Magalhães, indicado para o cargo pelo senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), de quem foi padrinho de casamento.

Segundo o jornalista do UOL, o valor de R$ 11,3 milhões é muito superior à média dos projetos apresentados à LIE. Considerando outros 29 projetos aprovados na mesma data, por exemplo, o de maior valor solicitou R$ 3,3 milhões.

A matéria cita que o projeto apresentado pela Hebraica é para construir um campo de futebol dentro das dependências do clube, localizado às margens da Marginal Pinheiros. O espaço seria utilizado nas escolinhas de futebol da Hebraica (que não disputa competições oficiais da Federação Paulista de Futebol) e receberia eventos e festivais participativos.

O projeto é apresentado dentro do escopo de “desporto de participação”, ou seja, para uso social e recreativo, sem previsão de formação de atletas ou uso no esporte de rendimento.

Atualmente, a Hebraica tem apenas um campo de futebol society e a comunidade judaica paulistana costuma se reunir para jogar futebol no Macabi, na zona norte paulistana.

A Comissão Técnica não fez análise de mérito, ao aprovar a captação nesta primeira etapa, apenas da documentação apresentada pela Hebraica. No caso de obra, não há teto para o projeto. Depois de o proponente arrecadar metade do montante solicitado, é feita a análise do mérito, para aprovação da execução do projeto.

De acordo com levantamento, como comparação, o São Paulo captou cerca de R$ 14 milhões (R$ 17,2 milhões atualizados) para construir seu centro de treinamento para as categorias de base em Cotia. Já o Corinthians fez a captação de R$ 3 milhões (R$ 3,8 milhões atualizados) para a construção do seu CT no Parque Ecológico, em 2015.

O Vasco busca arrecadas R$ 7,4 milhões em doações para colocar em funcionamento um CT no Rio com dois campos e alojamento. A Hebraica alega que o seu projeto tem esse custo pelas peculiaridades do solo.