Mercado fechará em 5 h 43 min
  • BOVESPA

    109.940,43
    +1.096,69 (+1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.886,53
    +328,88 (+0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,22
    -0,07 (-0,10%)
     
  • OURO

    1.775,40
    +11,60 (+0,66%)
     
  • BTC-USD

    42.625,73
    -1.365,28 (-3,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.068,01
    +4,16 (+0,39%)
     
  • S&P500

    4.367,23
    +9,50 (+0,22%)
     
  • DOW JONES

    34.102,01
    +131,54 (+0,39%)
     
  • FTSE

    6.993,44
    +89,53 (+1,30%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.038,00
    +28,50 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2485
    +0,0038 (+0,06%)
     

Adolescentes de 12 a 15 anos começam a ser vacinados em São Paulo; confira

·2 minuto de leitura

No combate ao coronavírus SARS-CoV-2, a prefeitura de São Paulo já avança na vacinação dos adolescentes. A partir desta segunda-feira (23), pessoas entre 12 e 15 anos com deficiência permanente (física, sensorial ou intelectual) ou comorbidades podem se imunizar contra a COVID-19. Também podem receber a vacina gestantes e puérperas nessa faixa etária.

A prefeitura de SP calcula que existam 92,8 mil moradores da capital que se enquadram nesse perfil e que, consequentemente, poderão ser imunizados. Nesses jovens, será aplicada, exclusivamente, a vacina da Pfizer/BioNTech, já que é a única fórmula autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), até o momento, para essa faixa etária.

Prefeitura de São Paulo já vacina jovens com mais de 12 anos contra a COVID-19 (Imagem: Reprodução/Twenty20photos/Envato Elements)
Prefeitura de São Paulo já vacina jovens com mais de 12 anos contra a COVID-19 (Imagem: Reprodução/Twenty20photos/Envato Elements)

Na semana passada, foi aberta a vacinação para adolescentes de 16 e 17 anos com deficiência permanente, comorbidades, gestantes ou puérperas. A população estimada era de 48 mil. No entanto, a prefeitura conseguiu vacinar contra a COVID-19 apenas 9.314 adolescentes.

Como funciona a vacinação de adolescentes?

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Para ser imunizado contra a COVID-19, o adolescente deve estar acompanhado dos pais ou por algum responsável legal. Em casos onde não é possível esse acompanhamento, é preciso ir com um adulto e apresentar autorização assinada pelo responsável legítimo.

Também é necessário apresentar um documento pessoal — preferencialmente, o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) —, o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e o comprovante de endereço da cidade de São Paulo, de forma física ou digital. No caso dos adolescentes, serão aceitos documentos de comprovação de endereço em nome dos pais.

Para facilitar a hora da vacinação, é possível preencher o pré-cadastro no site #VacinaJá. Além disso, é preciso levar documento que sinalize a condição do jovem a ser vacinado, como laudo de comorbidade.

Como comprovar a deficiência?

Como a vacinação ainda abrange apenas o grupo prioritário de adolescentes, é necessário levar um comprovante da deficiência. São válidos como documento: laudo médico indicando a deficiência; cartão de gratuidade no transporte público indicando deficiência; documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação; e documento oficial de identidade com a indicação da deficiência.

Caso não haja um documento comprobatório, será possível a vacinação a partir da autodeclaração, de acordo com modelo disponibilizado pela prefeitura. No entanto, é sempre importante checar com o posto de vacinação a melhor forma de preencher essa declaração. Por exemplo, só será aceita a autodeclaração em casos de deficiência permanente (cegueira). Para as demais classificações de baixa visão ou visão monocular será exigido documento que comprove a condição.

Para acessar o documento de autodeclaração, clique aqui.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos