Mercado fechado

Adilson Batista tem prazo e metas para evitar demissão e seguir no Cruzeiro

Adilson Batista tem sido bastante cobrado pela torcida pelo desempenho ruim do Cruzeiro em 2020 (Alessandra Torres/AGIF)

O dia seguinte ao revés para o CRB, por 2 a 0, pela terceira fase da Copa do Brasil, foi marcado por idas e vindas da diretoria do Cruzeiro. No fim da manhã a demissão do técnico Adilson Batista era dada como certa. Mas o clube recuou na decisão e manteve o treinador no cargo. Porém, a longevidade do trabalho vai depender muito do desempenho do time e dos resultados nas próximas semanas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Mais do que a derrota no Mineirão, a atuação do Cruzeiro diante do CRB ligou o sinal de alerta na direção do clube, afinal de contas o adversário da última quarta (11) era uma equipe que também está na Série B. Como o Blog mostrou no começo da semana, os duelos com o time alagoano são vistos como dois ótimos testes visando o principal objetivo da Raposa em 2020, que é o retorno à elite do futebol nacional, por se tratar de um adversário da mesma divisão. E o futebol apresentado foi reprovado.

Leia também:

Foi então que Adilson Batista começou a balançar no cargo e sua demissão foi dada como certa entre os membros do conselho gestor, inclusive com a confirmação em off para a imprensa. A reviravolta se deu depois da entrada de Pedro Lourenço na jogada. Conselheiro influente no Cruzeiro e principal patrocinador do clube em 2020, ele foi contra a troca de técnico neste momento. Porém, como o time não tem jogado bem, a permanência de Adilson para a Série B será avaliada novamente muito em breve.

Para seguir na Toca da Raposa o treinador terá de melhorar o desempenho da equipe e conseguir resultados. A classificação à semifinal do Campeonato Mineiro é algo determinante para que o trabalho não seja interrompido. Portanto, Adilson terá até o início de abril para conseguir fazer o time jogar mais e entrar na zona de classificação do Estadual.

Até lá vão ser quatro partidas. O jogo de volta com o CRB, em Maceió, que o Cruzeiro precisa vencer por três gols de diferença para chegar à quarta fase da Copa do Brasil. Além de mais três rodadas do Mineiro, contra Coimbra, URT e Caldense. E esse último compromisso pode ser um confronto direto por uma das vagas na semifinal da competição. Neste momento a Raposa está na 5ª colocação, com 14 pontos, três a menos do que o time de Poços de Caldas, que ocupa o 3º lugar.

Como nos próximos jogos o Cruzeiro vai receber reforços, casos dos zagueiros Marllon e Ramon e dos meio-campistas Robinho, Jean e Ariel Cabral, a expectativa é que Adilson consiga tirar algo mais do time, como o próprio treinador disse na coletiva após a derrota para o CRB. Caso contrário, sem evolução da equipe e com duas eliminações, na Copa do Brasil e no Mineiro, o já pressionado Adilson Batista não resistirá no cargo.

Veja mais sobre futebol mineiro no Blog de Victor Martins

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.