Mercado fechará em 5 h 43 min
  • BOVESPA

    109.500,76
    +386,60 (+0,35%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.076,72
    +268,16 (+0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,85
    +2,14 (+2,79%)
     
  • OURO

    1.642,60
    +9,20 (+0,56%)
     
  • BTC-USD

    20.161,38
    +975,12 (+5,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    460,93
    +1,80 (+0,39%)
     
  • S&P500

    3.681,06
    +26,02 (+0,71%)
     
  • DOW JONES

    29.405,96
    +145,15 (+0,50%)
     
  • FTSE

    7.012,62
    -8,33 (-0,12%)
     
  • HANG SENG

    17.860,31
    +5,17 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    26.571,87
    +140,32 (+0,53%)
     
  • NASDAQ

    11.437,25
    +121,00 (+1,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1577
    -0,0217 (-0,42%)
     

Adiado mais uma vez: NASA marca nova data para lançamento da Artemis I

A NASA anunciou novas datas para um teste de demonstração criogênica com o foguete Space Launch System (SLS) e de próximas oportunidades de lançamento da missão Artemis I. Segundo o comunicado publicado nesta terça-feira (13), o teste não deverá acontecer antes do dia 21 de setembro, e a agência espacial tentará lançar a missão no dia 27. Haverá uma oportunidade de reserva no dia 2 de outubro, caso necessário.

As novas datas são reflexo de algumas falhas que ocorreram em diferentes componentes do foguete SLS — a mais recente delas é um vazamento de hidrogênio líquido ocorrido em agosto, que exigiu substituição de um item de vedação. De acordo com a NASA, as equipes da missão Artemis I trabalharam no problema ao longo do último fim de semana, e conseguiram reconectar os componentes laterais da linha de hidrogênio líquido, em que houve a substituição das vedações.

O foguete SLS passará por um novo teste para garantir que o vazamento de hidrogênio foi consertado (Imagem: Reprodução/NASA)
O foguete SLS passará por um novo teste para garantir que o vazamento de hidrogênio foi consertado (Imagem: Reprodução/NASA)

Ao longo desta semana, os técnicos vão realizar testes em condições ambiente para garantir que os dois componentes estão firmes, para somente depois seguir à demonstração de abastecimento criogênica. Durante o procedimento, os controladores do lançamento vão carregar oxigênio líquido super frio, junto de hidrogênio líquido, para os estágios central e de propulsão do foguete. O teste deverá mostrar que o vazamento foi consertado, e ajudará a equipe a aprimorar os procedimentos de abastecimento para reduzir o calor e a pressão.

A NASA ressaltou que as novas datas representam a consideração cuidadosa de diferentes tópicos logísticos, incluindo o maior tempo de preparação para o teste de demonstração criogênica e, consequentemente, para o lançamento. Além disso, a agência espacial segue aguardando o resultado da análise de uma solicitação de extensão dos testes exigidos do sistema de terminação de voo, que destruirá o foguete caso ele saia do percurso durante o lançamento.

Com a mudança, a NASA espera lançar a missão no dia 27 dentro de uma janela de 70 minutos, que se inicia às 12h37, no horário de Brasília. Neste caso, a missão retornaria no dia 5 de novembro. Outra possibilidade de lançamento seria no dia 2 de outubro em uma janela de 109 minutos, que se abre a partir das 15h52 (horário de Brasília) e o retorno aconteceria no dia 11 de novembro. Vale lembrar, no entanto, que esta janela está em análise.

A Artemis I é um teste de voo não tripulado, que terá o objetivo de demonstrar os sistemas da cápsula Orion no espaço, junto da reentrada, descida e amerissagem (pouso no mar) realizados em segurança. Para isso, a nave será lançada rumo à Lua pelo foguete Space Launch System, no Kennedy Space Center, na Flórida. O lançamento da missão será transmitido online nos canais da NASA no YouTube, Facebook e Twitch.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: