Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.539,83
    +1.882,23 (+1,91%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.201,81
    +546,41 (+1,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    41,51
    +0,05 (+0,12%)
     
  • OURO

    1.914,60
    -0,80 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    11.910,83
    +853,83 (+7,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    239,54
    +0,62 (+0,26%)
     
  • S&P500

    3.443,12
    +16,20 (+0,47%)
     
  • DOW JONES

    28.308,79
    +113,39 (+0,40%)
     
  • FTSE

    5.889,22
    +4,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    24.569,54
    +27,24 (+0,11%)
     
  • NIKKEI

    23.567,04
    -104,06 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    11.700,25
    +39,50 (+0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6264
    0,0000 (0,00%)
     

Adeus, ‘senhoras e senhores’: aérea japonesa vai adotar gênero neutro

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Avião da Japan Airlines. (Foto: Robert Smith/MI News/NurPhoto via Getty Images)
Avião da Japan Airlines. (Foto: Robert Smith/MI News/NurPhoto via Getty Images)

A companhia aérea japonesa Japan Airlines anunciou que deixará de usar, em suas comunicações, expressões que indiquem o gênero dos passageiros, como o famoso “senhoras e senhores”. As informações são do portal G1, com a agência de notícias Reuters.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A empresa usará, no lugar desses termos, expressões neutras, como “bom dia” e “atenção todos passageiros” (expressões de gênero neutro em inglês). A novidade começa a valer já a partir de outubro.

Leia também

O movimento é parte dos esforços da empresa em se tornar mais inclusiva em um cenário em que corporações têm buscado contemplar as demandas do público LGBT.

"Temos o compromisso de não discriminar com base em gênero, idade, nacionalidade, raça, etnia, religião, deficiência, orientação sexual, identidade de gênero ou outros atributos pessoais", disse à Reuters um porta-voz da Japan Airlines.

A empresa será a primeira aérea asiática a tomar a medida, vista como uma “afronta” ao conservadorismo japonês. No país, o casamento entre pessoas do mesmo sexo ainda é proibido.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube