Mercado fechará em 3 mins

Adele é criticada por esquete ofensiva sobre a África em programa de humor

Rafael Monteiro
·1 minuto de leitura
Adele em esquete apontada como racista no Saturday Night Live (reprodução)
Adele em esquete apontada como racista no Saturday Night Live (reprodução)

Adele está sendo acusada da racismo por “tratar homens africanos como uma mercadoria” durante a sua participação no Saturday Night Live, programa clássico de humor dos EUA, no último fim de semana.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Em uma esquete, a cantora aparece ao lado de Kate McKinnon. Elas interpretam duas mulheres divorciadas que dão a entender, com muitas piadas de duplo sentido, que buscam sexo durante uma viagem à África.

Leia também

Enquanto elas fazem graça com a visita, casais formados por mulheres brancas e homens negros aparecem ao fundo, reforçando a ideia de turismo sexual. Nos comentários da publicação no Instagram, Adele e o programa receberam críticas.

“A esquete sobre usar homens negros como brinquedos sexuais é bastante ofensiva, e de mau gosto em relação ao ano que tivemos globalmente”, disse um deles. "Muito desapontado. Não é engraçado", falou outro.

Assista abaixo:

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube