Mercado fechará em 5 h 37 min

Acusado de espionagem, app ToTok volta à Play Store, mas segue fora da App Store

Fidel Forato

Após denúncias de espionagem, o app de comunicação ToTok - criado nos Emirados Árabes Unidos - foi removido da Google Play e da App Store em dezembro do ano passado. Agora, menos de um mês depois, volta à loja de aplicativos do Android em versão atualizada.

Em dezembro, o New York Times denunciou que o ToTok era uma ferramenta de espionagem a serviço do governo dos Emirados Árabes Unidos. Com ele, o governo local acompanhava desde os espaços frequentados até mensagens e conexões sociais, potencialmente de todos usuários do app.

“Levamos a sério as denúncias de violações de segurança e privacidade. Se encontrarmos um comportamento que viola nossas políticas, tomaremos medidas", explicou, na época, um porta-voz do Google via e-mail.

App banido por denúncias de espionagem volta para a Play Store  (Captura de Tela: Fidel Forato/ Canaltech)

Em denúncia confirmada por autoridades de inteligência dos Estados Unidos, o ToTok era "usado pelo governo dos Emirados Árabes Unidos para tentar rastrear todas as conversas, movimentos, relacionamentos, nomeações, sons e imagens daqueles que os instalam em seus telefones".

Depois que o Google e a Apple foram solicitados a comentar sobre as denúncias de espionagem, as empresas removeram o ToTok de suas lojas oficiais de aplicativos, enquanto investigavam o tema a fundo. Até então, nenhum programa de antivírus tinha marcado o aplicativo como malicioso. Mas, logo em seguida, Fortinet, ESET e Symantec indicaram a mesma versão do app como maliciosa.

Até as acusações, o ToTok foi baixado milhões de vezes nas lojas de aplicativos por usuários que iam do Oriente Médio, à Europa, Ásia, África e até América do Norte. No entanto, a grande sacada do app era que ele funcionava - muito bem - em países como os próprios Emirados Árabes Unidos, onde outros serviços de mensagens são restringidos.

Esse era o grande "segredo" do ToTok, que o fazia ganhar muita relevância no Oriente Médio. Sua interface simples e rápida também contribuiu bastante para o crescente número de novos usuários.

Novo começo em 2020?

A versão do ToTok que voltou à Play Store está atualizada. Quando o Google originalmente removeu o app, a empresa informou que ele havia violado determinadas políticas, mas não especificou quais eram exatamente.

Desde o último domingo (5), o site do app traz a seguinte mensagem: "A espera acabou. Estamos felizes em informar que o #ToTok agora está disponível para download na Google Play Store. Agradecemos sua paciência. Vamos nos conectar!"

O co-criador do ToTok, Giacomo Ziani, defendeu o aplicativo em uma entrevista à Associated Press, e alegou não saber que pessoas ligadas ao projeto tinham conexões com a inteligência dos Emirados Árabes Unidos. Em outra entrevista, agora para o Khaleej Times, Ziani reafirmou que "a privacidade do usuário e a segurança dos dados sempre foram nossa principal prioridade".

Por enquanto, a Apple não revelou se hás plano de oferecer de novo o aplicativo em sua loja para o iOS.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: