Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.683,55
    -126,65 (-0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,24
    -0,03 (-0,06%)
     
  • OURO

    1.854,40
    -1,80 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    32.576,64
    +98,67 (+0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    665,96
    +55,97 (+9,18%)
     
  • S&P500

    3.841,47
    -11,60 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    30.996,98
    -179,02 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.695,07
    -20,35 (-0,30%)
     
  • HANG SENG

    29.677,30
    +229,45 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    28.749,85
    +118,40 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    13.439,75
    +78,25 (+0,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6547
    +0,0027 (+0,04%)
     

Acordo entre Brasil e Reino Unido prevê cooperação para inovação digital

Rui Maciel
·1 minuto de leitura

Na última terça-feira (29), Brasil e Reino Unido assinaram um memorando de entendimento cujo objetivo é impulsionar a cooperação na área de transformação digital. O documento foi assinado pelo secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro, e a encarregada de Negócios da Embaixada Britânica, ministra-conselheira Liz Davidson. O país já possui cooperação semelhante com a Dinamarca.

O memorando de entendimento tem duração até março de 2023. De acordo com o Ministério da Economia, entre as ações de cooperação previstas estão: oferecer treinamento no campo da inovação, digitalização, gestão pública e planejamento governamental com especial ênfase em temas de governança de dados e acessibilidade; participar do planejamento e implementação de soluções concretas de digitalização; e compartilhamento de conhecimento mútuo no Brasil.

Segundo o Ministério da Economia, o país europeu passará a colaborar de forma sistemática para a criação de estratégias e a aplicação de soluções para agilizar os serviços públicos brasileiros. “Na prática, a digitalização, a transparência, a governança de dados, a inovação e a acessibilidade serão enfatizadas”, afirmou a pasta em comunicado oficial.

Monteiro ressalta ainda que o Reino Unido está nas primeiras colocações nos rankings de governo digital da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). "O país adotou uma estratégia bem-sucedida de centralização de canais, que foi uma das inspirações para a construção do nosso gov.br”, comentou o especialista.

O portal único do governo federal, gov.br, reúne mais de quatro mil serviços, sendo que 65% podem ser solicitados apenas por via digital.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: