Mercado fechará em 2 h 59 min
  • BOVESPA

    107.552,47
    -898,73 (-0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.593,20
    +150,99 (+0,33%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,80
    +0,65 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.667,40
    -2,60 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    19.519,77
    +4,87 (+0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    445,35
    -0,63 (-0,14%)
     
  • S&P500

    3.633,86
    -85,18 (-2,29%)
     
  • DOW JONES

    29.167,70
    -516,04 (-1,74%)
     
  • FTSE

    6.881,59
    -123,80 (-1,77%)
     
  • HANG SENG

    17.165,87
    -85,01 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    26.422,05
    +248,07 (+0,95%)
     
  • NASDAQ

    11.199,25
    -356,50 (-3,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2764
    +0,0438 (+0,84%)
     

Ações do Snapchat sobem 8% após demissão em massa

This Wednesday, Aug. 9, 2017, photo shows the Snapchat app on a mobile device in New York. Snap Inc. reports earnings Tuesday, Feb. 6, 2018. (AP Photo/Richard Drew)
This Wednesday, Aug. 9, 2017, photo shows the Snapchat app on a mobile device in New York. Snap Inc. reports earnings Tuesday, Feb. 6, 2018. (AP Photo/Richard Drew)
  • Empresa demitiu 20% de seus 6,4 mil funcionários;

  • Planos de crescimento da empresa eram complicados, afirmou CEO;

  • Medidas devem economizar US$ 500 milhões só nesse trimestre.

A Snap, empresa por trás do aplicativo de fotos e vídeos Snapchat, anunciou uma série de medidas de cortes de custos nesta quarta-feira (31). Dentre elas estão o abandono de algum de seus projetos, além da redução de 20% de seu quadro de funcionários.

A empresa afirmou que seus planos de crescimento eram muito complicados. Isto, em conjunto com a crescente concorrência de redes rivais como o TikTok, teriam levado à queda de 75% no preço de suas ações ao longo do ano.

Com a notícia da demissão em massa, no entanto, a Snap conseguiu recuperar 8% no preço das ações. Em carta enviada aos funcionários e anexada no documento enviado à SEC, a Comissão de Valores Mobiliários americana, o CEO da empresa, Evan Spiegel, afirmou que as medidas foram tomadas como forma de “evitar perdas significativas”.

O anúncio da empresa foi precedido por uma reportagem do portal americano The Verge, especializado em tecnologia, que afirmava que a empresa planejava demitir um quinto de seus funcionários, que totalizavam 6,4 mil. Estima-se que as medidas economizam um total de US$ 500 milhões só neste trimestre.

Dentre os projetos abandonados pela empresa estão os aplicativos Zenly e Voisey, assim como a produção de conteúdos originais e videogames para o Snapchat, além do drone de selfie Pixy. Spiegel afirmou que a empresa estará se concentrando em “três prioridades estratégicas: crescimento da comunidade e da receita e realidade aumentada”.

“Os projetos que não contribuem diretamente para essas áreas serão descontinuados ou receberão redução no investimento”, disse o CEO.